Sobral – 300×100
Seet

Caseiro confessa morte de empresários e afirma que intenção era melhorar de vida com caminhonete

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O caseiro Jo&atilde;o Batista Lopes Freitas (28) e a companheira &Acirc;ngela Peres da Silva (19 anos) confessaram na manh&atilde; desta quinta-feira, 09,&nbsp; diante da imprensa o assassinato do casal de empres&aacute;rios araguainenses Demerval Correria Freire (57 anos) e a esposa Lenir da Silva Freire(55 anos).&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Jo&atilde;o Batista disse que planejou o crime e combinou com a esposa com 3 dias de anteced&ecirc;ncia, justificou que deixou o bilhete para confundir a investiga&ccedil;&atilde;o e&nbsp; aproveitou a oportunidade para pedir perd&atilde;o aos familiares das v&iacute;timas.<br />
<br />
O caseiro ainda justificou que matou o casal para ficar com a caminhonete, &ldquo;pensei que ia melhorar de vida&rdquo;.&nbsp; Ele ainda relatou que a companheira, &Acirc;ngela, ajudou a enterrar os corpos numa vala no dia 23 de dezembro por volta das 21h30 e que fugiu cerca de duas horas depois. Sem habilita&ccedil;&atilde;o, ele conduziu a caminhonete pelas BR&#39;s 226 e 010 at&eacute; a cidade de Imperatriz (MA).<br />
<br />
<u><strong>Premedita&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Sobre a premedita&ccedil;&atilde;o do crime ele explicou: &ldquo;Assim, com uns tr&ecirc;s dias a gente planejou. A&iacute; planejei na sexta e no s&aacute;bado, a&iacute; n&atilde;o deu certo&rdquo;.&nbsp; No entanto na terceira tentativa, j&aacute; no domingo, o plano se concretizou. <em>&ldquo;Desliguei a bomba e quando ele (</em>Demerval Correria Freire<em>)&nbsp; foi ligar a chave matei com golpes na cabe&ccedil;a,</em>&rdquo; confessou.&nbsp; J&aacute; sobre a morte de Lenir, ele jogou a culpa para a companheira. Por&eacute;m, &Acirc;ngela nega que tenha matado. <em>&ldquo;Apenas ajudei a enterrar. Peguei s&oacute; no corpo dela,&rdquo;</em>&nbsp; disse.<br />
<br />
<u><strong>Pedido de perd&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Questionado se estava arrependido, cabisbaixo e friamente Batista respondeu: <em>&ldquo;Se arrependimento matasse eu j&aacute; teria morrido. Quero pedir perd&atilde;o a voc&ecirc;s aqui. Quero que a fam&iacute;lia me perdoe&quot;</em>.<br />
<br />
<u><strong>Ficha criminal</strong></u><br />
<br />
Segundo o delegado que preside o inqu&eacute;rito, Jos&eacute; Rerisson Macedo,&nbsp; o ve&iacute;culo (L200 de cor branca) foi levado para o interior do Maranh&atilde;o e trocado por um gol de um tio de &Acirc;ngela.&nbsp; Ainda conforme Macedo, Jo&atilde;o Batista &eacute; acusado de matar o pr&oacute;prio filho de apenas 32 dias de vida, em Governador Valadares (MG) no ano de 2006. &ldquo;Ele botava pano na boca da crian&ccedil;a e batia. Ele veio a &oacute;bito,&rdquo;&nbsp; relatou o delegado, conforme as informa&ccedil;&otilde;es contidas nos laudos da Justi&ccedil;a de Minas Gerais.<br />
<br />
<u><strong>O bilhete</strong></u><br />
<br />
Ainda segundo o delegado, o bilhete encontrado seria para despistar a investiga&ccedil;&atilde;o, pois relatava que havia outras pessoas na ch&aacute;cara. O caseiro inicia o bilhete com pedido de desculpas direcionado ao patr&atilde;o, Demerval, explicando que teve que fugir porque os &lsquo;homens&rsquo; que apareceram na ch&aacute;cara &ldquo;vinher&atilde;o di mata&rdquo;. Jo&atilde;o Batista relata que os elementos n&atilde;o eram amigos dele, e que um era ex-marido de sua mulher. O caseiro escreve que a mulher deixou o outro companheiro para poder ficar com ele, e que por esse motivo o &ldquo;homem&rdquo;, n&atilde;o identificado no bilhete, queria mat&aacute;-los.&nbsp;&nbsp; Ao final, ele narra que devido a essa amea&ccedil;a teve que fugir depois que o Demerval foi&nbsp; embora da ch&aacute;cara.<br />
<br />
Jo&atilde;o Batista e &Acirc;ngela</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;v&atilde;o responder pelos crimes por latroc&iacute;nio e oculta&ccedil;&atilde;o de cad&aacute;ver e podem pegar at&eacute; 30 anos de pris&atilde;o.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Bilhete deixado para confudir investiga&ccedil;&atilde;o&nbsp;</strong></u><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/bilhete.jpg" style="width: 600px; height: 363px;" /></span><br />
&nbsp;</div>

Comentários pelo Facebook: