Sobral – 300×100
Seet

Polícia Civil recupera, no Maranhão, caminhonete roubada por assassino de empresários

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A equipe de Policiais Civis da Delegacia Fazend&aacute;ria de Aragua&iacute;na (TO), sob a coordena&ccedil;&atilde;o do Delegado Jos&eacute; Rerisson Macedo Gomes apreendeu, na ter&ccedil;a-feira, 13, em Senador La Roque (MA), a caminhonete Mitsubishi L200 de propriedade do casal de empres&aacute;rios araguainenses, Demerval Correia Freire e Lenir da Silva Freire. Eles foram v&iacute;timas de latroc&iacute;nio, crime ocorrido no munic&iacute;pio de Wanderl&acirc;ndia (TO), no dia 22 de Dezembro de 2013.<br />
<br />
De acordo com o Delegado Rerisson, o ve&iacute;culo foi localizado ap&oacute;s um minucioso trabalho de investiga&ccedil;&atilde;o e intelig&ecirc;ncia realizado pela PC. Os policiais descobriram que o caseiro Jo&atilde;o Batista Lopes de Freitas, principal suspeito de ter cometido o latroc&iacute;nio contra o casal de empres&aacute;rios, confessou &agrave; pol&iacute;cia que havia trocado a camionete ano 2008 por um ve&iacute;culo modelo gol.<br />
<br />
A Pol&iacute;cia tamb&eacute;m apurou que o principal motivo, apontado pelo acusado, para se desfazer da camionete roubada, seria o desejo de sua esposa, &Acirc;ngela Peres da Silva Sousa de ter um ve&iacute;culo menor. Jo&atilde;o e &Acirc;ngela foram presos pela Pol&iacute;cia Civil sob a acusa&ccedil;&atilde;o de matar o casal de empres&aacute;rios para roubar o carro.<br />
<br />
As investiga&ccedil;&otilde;es foram intensificadas a fim de que a Pol&iacute;cia Civil possa localizar agora o aparelho celular que foi roubado da v&iacute;tima no dia do crime e, segundo apontaram as investiga&ccedil;&otilde;es, teria sido vendido por Jo&atilde;o Batista a uma pessoa residente no Estado do Maranh&atilde;o. Para o Delegado respons&aacute;vel pelo caso, a localiza&ccedil;&atilde;o do celular &eacute; muito importante para que o inqu&eacute;rito seja finalizado e fundamentado com todas as evid&ecirc;ncias necess&aacute;rias antes de ser remetido ao Poder Judici&aacute;rio.</span></div>

Comentários pelo Facebook: