Mesmo sem apoio, Lúcio Curado vence luta no Jungle Fight 43

admin -

<br />
<span style="font-size:14px;">Em busca de destaque entre os grandes nomes do MMA como Anderson Silva, Junior Cigano e Rodrigo Minotauro no Brasil, o lutador tocantinense L&uacute;cio Curado segue conquistando v&aacute;rias vit&oacute;rias. A &uacute;ltima delas foi dif&iacute;cil, mas Curado, que integra a equipe CT Pop&oacute; Fight Club, de Brasilia, venceu o capixaba Gabriel Moraes, por decis&atilde;o dos jurados, no quarto confronto do card do Jungle Fight 43, que aconteceu no gin&aacute;sio Pelez&atilde;o, no Clube Escola Lapa, em S&atilde;o Paulo. A luta foi v&aacute;lida pelas quartas de final do GP da categoria Peso-Leve (at&eacute; 70kg).<br />
<br />
A luta chamou aten&ccedil;&atilde;o pela determina&ccedil;&atilde;o dos competidores, foram tr&ecirc;s round&rsquo;s acirrados. Nos primeiros minutos os dois lutadores apostaram no clinch junto &agrave; grade para tentar algum dom&iacute;nio. Chutes baixos, joelhadas curtas, socos, quedas marcaram o confronto. No final L&uacute;cio Curado levou a melhor. Mas a comemora&ccedil;&atilde;o s&oacute; veio ap&oacute;s um equ&iacute;voco no an&uacute;ncio oficial das notas dos jurados, que dava a vit&oacute;ria a Gabriel Moraes. Logo a corre&ccedil;&atilde;o foi feita e L&uacute;cio Curado foi confirmado campe&atilde;o.<br />
<br />
A vit&oacute;ria reflete o potencial do atleta tocantinense, mas ainda n&atilde;o significa a valoriza&ccedil;&atilde;o de L&uacute;cio Curado. Nascido em Aragua&iacute;na, Curado passou parte da inf&acirc;ncia e adolesc&ecirc;ncia em Palmas, onde ainda reside sua fam&iacute;lia. Foi para Bras&iacute;lia em busca do sonho de se tornar um lutador profissional e l&aacute; encontrou o apoio do maior pugilista brasileiro, Acelino Pop&oacute;, integrando sua equipe.&nbsp; Sem patroc&iacute;nio L&uacute;cio Curado segue com dificuldades a trajet&oacute;ria de lutador e fora do oct&oacute;gono tamb&eacute;m luta para se manter no esporte.<br />
<br />
<em>&ldquo;Foi uma luta dura, o Gabriel &eacute; um lutador muito bom, duro. Agrade&ccedil;o a Deus por mais uma vit&oacute;ria e agora &eacute; continuar treinando para as proximas, buscando apoio e reconhecimentos que tanto precisamos.&rdquo;</em>, declarou o atleta ap&oacute;s a vit&oacute;ria no Jungle Fight 43. Mesmo sendo do Tocantins, infelizmente ainda falta apoio para que o nosso lutador chegue ainda mais longe. <em>(Poliana Reis)</em></span>

Comentários pelo Facebook: