Seet
Sobral – 300×100

Araguaína apresenta IDH acima da média brasileira ficando na 508ª posição

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A plataforma Atlas Brasil do Desenvolvimento Humano 2013 publicou indicadores de crescimento de todos os munic&iacute;pios brasileiros com base no censo demogr&aacute;fico de 2010.<br />
<br />
Entre as 5.565 cidades do pa&iacute;s, Aragua&iacute;na ficou na 508&ordf; posi&ccedil;&atilde;o, com o &iacute;ndice de 0,752, considerado alto, e acima da m&eacute;dia nacional, que foi de 0,727. <em>&ldquo;Isso mostra que os esfor&ccedil;os est&atilde;o surtindo efeito. Nossa meta &eacute; aumentar outros indicadores como renda a partir de um trabalho cont&iacute;nuo em todas as &aacute;reas que Aragua&iacute;na necessita&rdquo;,</em> comenta o prefeito Ronaldo Dimas.<br />
<br />
<u><strong>Mais &iacute;ndices</strong></u><br />
<br />
Na avalia&ccedil;&atilde;o geral, Aragua&iacute;na tamb&eacute;m superou os indicadores nacionais na Educa&ccedil;&atilde;o, com 0,63 contra 0,54. No quesito Longevidade, a m&eacute;dia municipal foi de 0,821, enquanto a nacional foi de 0,816. J&aacute; no indicador Renda, a cidade ficou abaixo do &iacute;ndice nacional, apresentando 0,727 contra 0,739.<br />
<br />
A Mortalidade Infantil tamb&eacute;m foi avaliada. A plataforma registrou o n&uacute;mero de mortes de crian&ccedil;as menores de um ano de idade a cada 1000 habitantes. A m&eacute;dia nacional foi de 16,70 e Aragua&iacute;na ficou abaixo deste &iacute;ndice com 13,10. A probabilidade de sobreviv&ecirc;ncia ap&oacute;s os 60 anos tamb&eacute;m fez a cidade superar a m&eacute;dia nacional com indicadores de 88,08, contra 84,05.<br />
<br />
<strong><u>Educa&ccedil;&atilde;o</u></strong><br />
<br />
No entanto, os &iacute;ndices referentes &agrave; Educa&ccedil;&atilde;o foram os que mais ganharam destaque no estudo da Atlas Brasil. A porcentagem de pessoas com 18 anos ou mais que possuem o Ensino Fundamental Completo em Aragua&iacute;na foi de 63,85%. A m&eacute;dia nacional foi de 54,92%. <em>&ldquo;Se analisarmos tamb&eacute;m o &Iacute;ndice de Desenvolvimento na Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica &ndash; IDEB, veremos que Aragua&iacute;na est&aacute; acima da m&eacute;dia nacional, com &iacute;ndice de 5,2. Isso acontece por causa do trabalho desenvolvido em toda rede de ensino, principalmente no que se refere ao planejamento executado e na qualifica&ccedil;&atilde;o docente&rdquo;</em>, pontua o secret&aacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o, Jocirley de Oliveira.<br />
<br />
No quesito Frequ&ecirc;ncia Escolar, a m&eacute;dia geral do munic&iacute;pio foi de 0,75, enquanto no Brasil o &iacute;ndice foi de 0,68. Entre crian&ccedil;as de 5 a 6 anos, a frequ&ecirc;ncia &eacute; de 93,52% (91,12% nacional) e dos 11 aos 13 anos, o &iacute;ndice registrou 90,81% das crian&ccedil;as nas escolas (84,86% no Brasil).<br />
<br />
<u><strong>Veja outros dados de Aragua&iacute;na relacionados &agrave; Educa&ccedil;&atilde;o:</strong></u><br />
<br />
Porcentagem de crian&ccedil;as entre 6 e 14 anos sem atraso idade-s&eacute;rie<br />
Aragua&iacute;na: 71,68<br />
Brasil: 65,63<br />
<br />
Taxa de analfabetismo entre crian&ccedil;as dos 11 aos 14 anos<br />
Aragua&iacute;na: 2,03<br />
Brasil: 3,24</span></div>

Comentários pelo Facebook: