Seet
Sobral – 300×100

Delegado goiano passa por cirurgia de mudança de sexo e também muda de nome

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Uma cirurgia de mudan&ccedil;a de sexo, realizada na Tail&acirc;ndia, &eacute; o assunto do momento nos bastidores da seguran&ccedil;a p&uacute;blica de Goi&aacute;s. H&aacute; cerca de seis meses, um delegado de Pol&iacute;cia Civil entrou de licen&ccedil;a m&eacute;dica, viajou at&eacute; a &Aacute;sia, onde submeteu-se &agrave; mudan&ccedil;a de sexo, da qual ainda se restabelece. Em fevereiro, quando dever&aacute; voltar ao posto, no lugar do delegado Thiago de Castro Teixeira, quem assumir&aacute; ser&aacute; a delegada Laura de Castro Teixeira.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/delegados-600.jpg" style="width: 600px; height: 300px;" /></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">E Laura reassumir&aacute; com a possibilidade de lota&ccedil;&atilde;o na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (Deam) Central de Goi&acirc;nia, onde a titular, Ana Elisa Gomes Martins, carente de refor&ccedil;o, garante uma boa recep&ccedil;&atilde;o. &quot;Se ela vier, ser&aacute; recebida com profissionalismo e para atender uma grande demanda de um p&uacute;blico carente&quot;, informa a delegada Ana Elisa, que chefia uma especializada com tr&ecirc;s delegadas adjuntas e quatro plantonistas, todas sobrecarregadas pela viol&ecirc;ncia contra a mulher.<br />
<br />
A mudan&ccedil;a de nome de Thiago para Laura foi autorizada pela Justi&ccedil;a e por isto o novo registro civil do delegado passou a ser do sexo feminino. No Facebook, desde o final de outubro, Laura j&aacute; exibia o novo visual, contrastando bastante com a imagem p&uacute;blica do ent&atilde;o delegado Thiago, geralmente usando terno, camisa de mangas compridas e outras pe&ccedil;as todas do vestu&aacute;rio masculino.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Na foto mais recente, postada em 13 de dezembro, a delegada aparece com o rosto maquiado e vestida com a camiseta preta padr&atilde;o com o timbre da Pol&iacute;cia Civil, muito utilizada pelos policiais da corpora&ccedil;&atilde;o durante opera&ccedil;&otilde;es. Os cabelos longos e bem escovados nem de longe lembram as madeixas desalinhadas e amarradas, geralmente em um rabo de cavalo, mantidas presas sempre que concedia entrevistas sobre casos policiais.<br />
<br />
A hist&oacute;ria foi revelada nesta quinta-feira, 23, pelo jornal Di&aacute;rio da Manh&atilde; (DM), que d&aacute; como certa a posse dela como delegada da Mulher de Goi&acirc;nia. A reportagem mostrou a surpresa de alguns ex-colegas de trabalho com as mudan&ccedil;as feitas por Thiago. &quot;O delegado era implac&aacute;vel em a&ccedil;&otilde;es que exigiam demonstra&ccedil;&atilde;o de &#39;macheza&#39; e sua conduta era de um homem que exalava testosterona, n&atilde;o de um indiv&iacute;duo que pudesse mudar de sexo e vir a se tornar uma figura feminina&quot;, declarou um escriv&atilde;o ouvido.<br />
<br />
Policial tido como s&eacute;rio, com atua&ccedil;&atilde;o firme nas opera&ccedil;&otilde;es de combate &agrave; criminalidade promovidas pela Pol&iacute;cia Civil, onde ingressou h&aacute; cerca de quatro anos, antes de se transformar em Laura, Thiago foi delegato titular das cidades de Trindade e Senador Canedo, ambas na regi&atilde;o Metropolitana de Goi&acirc;nia. Tamb&eacute;m atuou como coordenador do grupo especial de repress&atilde;o a narc&oacute;ticos (Genarc) da cidade de Porangatu, no Norte de Goi&aacute;s.<br />
<br />
Outros detalhes pessoais sobre a vida do policial que vieram a p&uacute;blico com a mudan&ccedil;a de sexo, dizem respeito ao passado de Thiago, que foi casado e tem dois filhos. <em>(</em></span><em><span style="font-size: 14px;">Mar&iacute;lia Assun&ccedil;&atilde;o – Especial para O Estado)</span></em></div>

Comentários pelo Facebook: