Tocantins lança campanha que visa reduzir homicídios por motivos fúteis

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">H&aacute; cerca de 10 dias, o Brasil deu in&iacute;cio &agrave; mobiliza&ccedil;&atilde;o para valoriza&ccedil;&atilde;o da vida com o lan&ccedil;amento da Campanha &ldquo;Conte at&eacute; 10&rdquo;, promovida pelo Conselho Nacional do Minist&eacute;rio P&uacute;blico (CNMP) com o objetivo de reverter o elevado n&uacute;mero de homic&iacute;dios cometidos por motivo f&uacute;til. No Tocantins, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) faz o lan&ccedil;amento regional nesta ter&ccedil;a-feira, 27, na Escola Rachel de Queiroz, no setor Aureny III, em Palmas.<br />
<br />
A iniciativa faz parte da Estrat&eacute;gia Nacional de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica (ENASP) e tem apoio do Conselho Nacional de Justi&ccedil;a (CNJ) e Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a. Para marcar o lan&ccedil;amento da campanha no Estado, o MPE, Minist&eacute;rio P&uacute;blico Federal, Defensoria P&uacute;blica do Estado, Secretarias da Educa&ccedil;&atilde;o, de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica e Secretaria de Justi&ccedil;a e Direitos Humanos assinam Termo de Coopera&ccedil;&atilde;o t&eacute;cnica em que se comprometem a tornarem-se parceiros no desenvolvimento de a&ccedil;&otilde;es voltadas para o alcance dos objetivos da campanha.<br />
<br />
De acordo com o Mapa da Viol&ecirc;ncia 2012, divulgado pelo Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a, foram registrados 49.932 homic&iacute;dios no Brasil em 2010. O n&uacute;mero representa uma m&eacute;dia de 26,2 assassinatos para cada grupo de cem mil habitantes, o que coloca o pa&iacute;s entre os mais violentos do mundo.<br />
<br />
Boa parte desses crimes s&atilde;o cometidos em atitudes impulsivas ou por motivos f&uacute;teis e poderiam ter sido evitados se a calma fosse mantida. Segundo levantamento organizado pelo Conselho Nacional do Minist&eacute;rio P&uacute;blico (CNMP), entre 2011 e 2012, os homic&iacute;dios por impulso e por motivo f&uacute;til representaram de 25% a mais de 80% dos crimes cometidos, a depender do Estado. De acordo com o coordenador regional da Enasp, Procurador de Justi&ccedil;a Marco Ant&ocirc;nio Alves Bezerra, apesar de n&atilde;o haver, no Tocantins, um levantamento detalhado, acredita-se que o percentual no Estado chega a 30%.<br />
<br />
Para evitar essas mortes, a Campanha que traz lutadores mundialmente reconhecidos prop&otilde;e contar at&eacute; dez e manter o controle. As a&ccedil;&otilde;es visam promover uma reflex&atilde;o acerca dos homic&iacute;dios cometidos por &iacute;mpeto, em situa&ccedil;&otilde;es como brigas de bar, de tr&acirc;nsito ou entre vizinhos, dentre outros. A ideia &eacute; fomentar a cultura da paz e de n&atilde;o rea&ccedil;&atilde;o nos casos que podem gerar viol&ecirc;ncia.<br />
<br />
<u><strong>Campanha educativa</strong></u><br />
<br />
Quatro atletas estrelam os filmes da campanha, que est&atilde;o sendo veiculados gratuitamente pelas principais emissoras de TV do pa&iacute;s. Anderson Silva, campe&atilde;o mundial peso-m&eacute;dio do UFC; J&uacute;nior Cigano, campe&atilde;o mundial peso-pesado do UFC, Leandro Guilheiro, judoca bicampe&atilde;o ol&iacute;mpico; e Sarah Menezes, judoca campe&atilde; ol&iacute;mpica em 2012. Nenhum deles cobrou cach&ecirc;. Entre as mensagens disseminadas est&atilde;o &ldquo;Quem &eacute; da paz n&atilde;o briga&rdquo;, &ldquo;A raiva passa. A vida fica&rdquo; e &ldquo;Sua vida vale mais que qualquer briga&rdquo;.<br />
<br />
Participam do evento, o Procurador-Geral de Justi&ccedil;a, Clenan Renaut de Melo Pereira, o Procurador de Justi&ccedil;a Marco Ant&ocirc;nio Alves Bezerra, membros do MPE, parceiros, representantes de entidades e comunidade em geral. <em>(</em></span><em><span style="font-size: 14px;">Denise Soares com informa&ccedil;&otilde;es do CNMP)</span></em></div>

Comentários pelo Facebook: