Sobral – 300×100
Seet

Professores contratados estão sem receber desde o primeiro semestre de 2013 e temem calote do Governo do Estado

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Cerca de 100 professores que trabalharam no 1&deg; semestre de 2013 em escolas estaduais da Diretoria Regional de Ensino de Aragua&iacute;na (DREA), em contratos tempor&aacute;rios, ainda n&atilde;o receberam o pagamento. Segundo uma fonte, a lista com os nomes dos educadores encontra-se na Diretoria Regional. A Secretaria de Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura do Tocantins alega falta de recursos e disse que n&atilde;o h&aacute; prazo para o pagamento.<br />
<br />
O problema j&aacute; foi mostrado pela imprensa ainda no m&ecirc;s de setembro de 2013, quando professores denunciaram o descaso. Na &eacute;poca, a Seduc negou que possu&iacute;a d&eacute;bitos com professores em Aragua&iacute;na referente ao primeiro semestre.&nbsp; Procurada pela reportagem novamente, reconheceu a d&iacute;vida.<br />
<br />
Segundo uma fonte, a lista com os mais de 100 nomes de servidores contratados possui assinatura do ent&atilde;o secret&aacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o, Danilo Melo, datado de 28 de junho de 2013 autorizando o pagamento. Por&eacute;m, esses profissionais nunca receberam seus sal&aacute;rios, e quando procuram, s&atilde;o informados que falta a autoriza&ccedil;&atilde;o do secret&aacute;rio da Administra&ccedil;&atilde;o L&uacute;cio Mascarenhas para liberar o dinheiro, mas n&atilde;o h&aacute; data definida.<br />
<br />
<u><strong>Resposta da Seduc</strong></u><br />
<br />
Questionada pela reportagem sobre a demora no pagamento, a Seduc informou por, meio de nota, que se deu por problemas burocr&aacute;ticos e pela falta de dinheiro da pasta. A nota diz ainda que o pagamento dos professores listados &ldquo;come&ccedil;ou a ser realizado em dezembro de 2013 e est&aacute; sendo deliberado conforme o or&ccedil;amento da pasta&rdquo;. Cita ainda que &ldquo;a demora se deu pelo levantamento cuidadoso das demandas que foram apresentadas &agrave; secretaria&rdquo;.<br />
<br />
A Secretaria n&atilde;o informou, por&eacute;m, quantos professores j&aacute; receberam, nem deu prazo para o pagamento dos que ainda aguardam.&nbsp;<br />
<br />
Os professores temem receber calote do Governo do Estado.</span></div>

Comentários pelo Facebook: