Seet
Sobral – 300×100

Kátia Abreu gastou R$ 45 mil em tratamentos dentários pagos pelo Senado

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Mat&eacute;ria publicada no jornal O Estado de S&atilde;o Paulo de domingo (9) mostra que os gastos do plano de sa&uacute;de dos parlamentares federais atingiram a m&eacute;dia anual de R$ 6,2 milh&otilde;es nos &uacute;ltimos anos.<br />
<br />
Um dos destaques apontados pela reportagem s&atilde;o os valores de reembolsos pagos &agrave; senadora tocantinense K&aacute;tia Abreu (PMDB) referente a tratamentos odontol&oacute;gicos. Entre 2010 e 2013 o reembolso da senadora alcan&ccedil;ou o montante de R$ 45.350,00.&nbsp;<br />
<br />
Segundo dados do jornal, dentre os 81 senadores da atual legislatura, K&aacute;tia recebeu o terceiro maior reembolso para tratamentos odontol&oacute;gicos, sendo superada apenas pelo ex-presidente e agora senador Fernando Collor (PTB-AL), com gastos odontol&oacute;gicos de R$ 71 mil, e pelo senador Pedro Simon (PMDB-RS), que gastou R$ 62 mil.<br />
<br />
O plano de sa&uacute;de do Senado &eacute; vital&iacute;cio. Ele banca despesas de senadores, ex-senadores e dependentes como filhos, enteados e c&ocirc;njuges. Para usufru&iacute;-lo, o parlamentar n&atilde;o precisa fazer nenhuma contribui&ccedil;&atilde;o – basta que tenha exercido o cargo por 180 dias ininterruptos. Ap&oacute;s a morte do titular, o c&ocirc;njuge continua usando a carteirinha. Como n&atilde;o h&aacute; uma lista detalhada de procedimentos cobertos, os benefici&aacute;rios se sentem &agrave; vontade para incluir em seus gastos todo tipo de servi&ccedil;o especializado.<br />
<br />
Os tratamentos milion&aacute;rios s&atilde;o ressarcidos sem fazer per&iacute;cia f&iacute;sica dos pacientes nem definir limites de cobertura.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/denteskatia.jpg" style="width: 581px; height: 377px;" /></span></div>

Comentários pelo Facebook: