Seet
Sobral – 300×100

Professores da rede estadual cruzam os braços por tempo indeterminado a partir do dia 24

admin -

<span style="font-size:14px;">Os trabalhadores em educa&ccedil;&atilde;o da rede p&uacute;blica estadual de ensino deflagraram greve nesta ter&ccedil;a-feira, 18.03, em assembleia geral realizada em Palmas.<br />
<br />
Por unanimidade a categoria rejeitou a proposta do governo estadual em adiar para o dia 31 de mar&ccedil;o a decis&atilde;o final sobre os principais pontos da revis&atilde;o do Plano de Cargos Carreira e Sal&aacute;rios da categoria. O plano foi revisado por uma comiss&atilde;o e est&aacute; pronto desde janeiro de 2013 para ser votado, por&eacute;m o governo engavetou o projeto. O projeto prev&ecirc; a equipara&ccedil;&atilde;o entre professores normalistas &ndash; PRONOS progredidos na carreira e professores da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica &ndash; PROEB, que t&ecirc;m uma diferen&ccedil;a de sal&aacute;rio de 20% maior para este &uacute;ltimo.<br />
<br />
A categoria busca ainda a corre&ccedil;&atilde;o salarial de acordo com os &iacute;ndices reajustados do FUNDEB, o pagamento do reajuste da data base previsto para 1&ordm; de maio, regulariza&ccedil;&atilde;o dos repasses financeiros &agrave;s escolas que v&ecirc;m sofrendo com a falta de recursos, a municipaliza&ccedil;&atilde;o das s&eacute;ries iniciais que do jeito que foi implantada est&aacute; deixando professores sem lota&ccedil;&atilde;o, o enquadramento do pessoal administrativo das escolas ao Plano de Cargos e Carreira &ndash; PCCR, elei&ccedil;&atilde;o direta para diretor de escola e o fim da interfer&ecirc;ncia pol&iacute;tica nas mesmas, a resolu&ccedil;&atilde;o definitiva dos servidores remanescentes de Goi&aacute;s que mesmo no Igeprev est&atilde;o com dificuldades para se aposentar, al&eacute;m do pagamento do retroativo das progress&otilde;es do edital de 2012, prometido para janeiro e n&atilde;o concedido pelo governo.<br />
<br />
A proposta do governo foi de pagar parceladamente o retroativo das progress&otilde;es em 6 vezes a partir de Junho deste ano, finalizar o estudo da an&aacute;lise do Plano de Carreira no prazo de 10 dias (data final dia 31.03), al&eacute;m de discutir o restante da pauta.</span><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/professores.jpg" style="font-size: 14px; width: 600px; height: 450px;" /><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Para Jos&eacute; Roque h&aacute; m&aacute; vontade e desrespeito do governo com a categoria dos educadores. <em>&ldquo;Temos o pior plano de carreira entre todas as categorias de servidores, escolas de tempo integral sem a m&iacute;nima condi&ccedil;&atilde;o de funcionar como tal, interfer&ecirc;ncia pol&iacute;tica nas escolas com persegui&ccedil;&atilde;o a servidores e professores, a municipaliza&ccedil;&atilde;o das s&eacute;ries iniciais foi feita pela atual gest&atilde;o de forma abrupta sem discutir com a categoria nem com a comunidade, deixando diversos professores sem lota&ccedil;&atilde;o, estamos buscando a negocia&ccedil;&atilde;o desde o ano passado e o governo s&oacute; enrola&rdquo;</em> completa o presidente.<br />
<br />
Em respeito &agrave; Lei Geral de Greve, que estipula o prazo de 48 horas para poder paralisar os servi&ccedil;os, al&eacute;m do feriado em Palmas, os trabalhadores da educa&ccedil;&atilde;o cruzam os bra&ccedil;os na pr&oacute;xima segunda-feira, 24 de Mar&ccedil;o, por tempo indeterminado. (Sintet)</span>

Comentários pelo Facebook: