Sobral – 300×100
Seet

480 mil preservativos são distribuídos aos municípios do Tocantins para o período do carnaval

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Os preservativos são para o período do carnaval

Como parte das ações do Carnaval do Bem e com o intuito de orientar e garantir acesso a métodos preventivos, a Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins está disponibilizando preservativos masculinos e femininos para atender a todos os municípios do Estado no período de Carnaval.

Em estoque tem mais de 440 mil unidades de preservativos masculinos e 40 mil de preservativos femininos, além de mais de 160 mil unidades de gel lubrificante. A meta é ampliar cada vez mais o acesso aos preservativos pela população e em especial aos jovens.

Segundo dados da Gerência Estadual das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids), em 2016, foram notificados 85 casos novos de Aids. Em 2015, foram notificados 115 casos novos em todo o Estado. Com relação às infecções pelo vírus HIV, 240 casos novos foram registrados em 2016, e 245 casos em 2015.

Só no mês de fevereiro de 2017, cerca de 40 municípios já buscaram os insumos de prevenção. Segundo Márcio Tales, assessor da Área de Prevenção das DST/Aids,  o kit  inclui a camisinha feminina, a camisinha masculina de 52 mm e 49 mm e também o gel lubrificante. “Toda semana chega insumos, ainda receberemos cerca de 300 mil preservativos na semana que antecede o Carnaval, além de folhetos informativos sobre como se prevenir das DSTs e Aids”, destacou.

DSTs: Aids

A ingestão de bebidas alcoólicas e a alegria do momento tornam o carnaval um dos períodos mais preocupantes para a saúde, pois é nessa época que aumentam os riscos de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

A Aids é ainda a principal DST registrada no Brasil, uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos. O vírus HIV pode ser transmitido pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno, ou transfusão de sangue contaminado. O portador do HIV, mesmo sem apresentar os sintomas da Aids, pode transmitir o vírus, por isso, a importância do uso de preservativo em todas as relações sexuais.

Apesar dos grandes avanços em relação ao tratamento e qualidade de vida dos portadores do vírus, um dos maiores problemas que envolvem a AIDS continua sendo a falta de diagnóstico precoce. Para fazer o teste, a pessoa pode procurar um Serviço de Atendimento Especializado (SAE) ou o médico na unidade básica de saúde mais próxima da sua casa. O tratamento é oferecido gratuitamente, através de medicação e acompanhamento multiprofissional.

Projeto Vida no Trânsito

Segundo Simone Gondim, da Gerência de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, em decorrência das festividades de carnaval vai acontecer também o Projeto Vida no Trânsito, com blitz educativas e repressivas para redução de acidentes. “Estamos traçando estratégias de ações para o carnaval e nossas ações serão voltadas para o público de escolas e rodovias, porque temos como parceira a Secretaria de Estado da Educação, que vai realizar ações em 13 regionais, e a Polícia Rodoviária Federal (PRF)”, disse.

Também são parceiros do projeto, o Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), Secretaria Municipal de Saúde, Secretária Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (SMAMTT), Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran) e Polícia Militar do Tocantins.

Comentários pelo Facebook: