Seet
Sobral – 300×100

Ex-funcionários da construtora do Minha Casa Minha Vida estão sem receber há dois meses

admin -

<span style="font-size:14px;">Os 23 funcion&aacute;rios da construtora Meridional Engenharia, respons&aacute;vel pelas obras do empreendimento Construindo Sonhos, do Programa Minha Casa Minha Vida em Aragua&iacute;na (TO) foram demitidos h&aacute; dois meses, mas ainda n&atilde;o receberam o sal&aacute;rio e nem os direitos trabalhistas.&nbsp;<br />
<br />
Preocupados com a situa&ccedil;&atilde;o, um grupo de trabalhadores se reuniu na entrada do canteiro de obras para pressionar a empresa devedora,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">na manh&atilde; desta segunda-feira (24).</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><em>&ldquo;Estamos esperando h&aacute; 60 dias a empresa acertar conosco e nada foi resolvido ainda. Os &oacute;rg&atilde;os respons&aacute;veis est&atilde;o s&oacute; nos encaminhando um para outro, para l&aacute; e para c&aacute;, como se fossemos objetos e nada se resolve. Sinto lesado, porque a empresa cobra do funcion&aacute;rio e ele tem que fazer porque foi contratado pela empresa e na hora do acerto ela n&atilde;o&nbsp; quer cumprir com a responsabilidade,&rdquo;</em>&nbsp; reclamou o ex-funcion&aacute;rio Osley Maciel.<br />
<br />
Procurado pela reportagem, um engenheiro representante da Construtora Meridional Engenharia, que preferiu n&atilde;o ser identificado, explicou que o pagamento ser&aacute; realizado ainda na tarde de hoje e n&atilde;o justificou os motivos do atraso.<br />
<br />
<u><strong>A obra</strong></u><br />
<br />
O empreendimento Construindo Sonhos, Projeto do Minha Casa Minha Vida, fica localizado &agrave; esquerda da BR-153, nas media&ccedil;&otilde;es do Setor Barros em Aragua&iacute;na. As obras ainda n&atilde;o foram conclu&iacute;das e uma equipe de funcion&aacute;rios permanece trabalhando.&nbsp; No local ser&atilde;o 416 unidades habitacionais e o custo total da obra &eacute; de 20,8 milh&otilde;es de reais, recursos do Governo Federal.</span>

Comentários pelo Facebook: