Seet
Sobral – 300×100

PF aponta lavagem de dinheiro através de rede de postos de combustíveis

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A opera&ccedil;&atilde;o realizada em conjunto pelo Minist&eacute;rio P&uacute;blico Federal do Tocantins (MPF) e Pol&iacute;cia Federal, em Aragua&iacute;na na manh&atilde; dessa segunda, 03, denominada &quot;Turuna&quot;, cumpriu diversos mandados de busca e apreens&atilde;o e teve por objetivo combater uma organiza&ccedil;&atilde;o criminosa especializada que usava uma rede de postos de combust&iacute;veis para lavagem de dinheiro proveniente do tr&aacute;fico internacional de drogas.&nbsp; Conforme a PF, no esquema, eles registravam a sa&iacute;da de combust&iacute;veis sem a venda de fato do produto.<br />
<br />
A Pol&iacute;cia Federal tamb&eacute;m aponta ind&iacute;cios de que outros crimes estejam sendo praticados pelo grupo investigado, como forma&ccedil;&atilde;o de quadrilha, falsidade ideol&oacute;gica e sonega&ccedil;&atilde;o fiscal. A Pol&iacute;cia ainda desconfia que haja forma&ccedil;&atilde;o de cartel para imposi&ccedil;&atilde;o do pre&ccedil;o dos combust&iacute;veis vendidos em Aragua&iacute;na.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Ao todo, cinquenta policiais federais dos estados do Tocantins, Maranh&atilde;o e Par&aacute; cumpriram oito mandados de busca e apreens&atilde;o e ordens judiciais de sequestro de bens em Aragua&iacute;na e cidades da regi&atilde;o do Bico do Papagaio e sul do Par&aacute;.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Durante a opera&ccedil;&atilde;o, centenas de documentos foram recolhidos em duas mans&otilde;es localizadas numa &aacute;rea nobre de Aragua&iacute;na, o setor Anhanguera, onde um homem tamb&eacute;m foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Segundo a PF, ele estava com uma espingarda calibre 20, dois canos, e um revolver calibre 22.&nbsp;<br />
<br />
A PF apreendeu notas fiscais, recibos em um posto de combust&iacute;vel da mesma rede investigada, localizado no bairro S&atilde;o Jo&atilde;o. Ainda segundo a informa&ccedil;&atilde;o, varias requisi&ccedil;&otilde;es de gasolina, em nome de um vereador eleito de Aragua&iacute;na, usadas durante a campanha eleitoral foram recolhidas no estabelecimento e ser&atilde;o periciadas.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
<br />
<u><strong>Coletiva</strong></u><br />
<br />
Durante a coletiva, realizada na tarde de segunda-feira, 03, na sede da PF em Aragua&iacute;na, o procurador da Rep&uacute;blica, Jo&atilde;o Rafael Lima, afirmou que pelo menos dez pessoas est&atilde;o sendo investigadas na cidade, entre empres&aacute;rios e laranjas. Tamb&eacute;m explicou que a poss&iacute;vel lavagem de dinheiro era realizada pelo esquema do transbordo, em que a bomba de combust&iacute;vel &eacute; colocada diretamente no local de entrada do produto do tanque subterr&acirc;neo fazendo com que seja registrada na sa&iacute;da, para assim justificar a movimenta&ccedil;&atilde;o financeira il&iacute;cita.&nbsp;<br />
<br />
Em rela&ccedil;&atilde;o a apreens&atilde;o de requisi&ccedil;&atilde;o de gasolina em nome de um vereador eleito de Aragua&iacute;na, o&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado – DRCOR</span><span style="font-size:14px;">, Delegado Marcelo Queiroz, disse ainda n&atilde;o podia confirmar ou descartar essa informa&ccedil;&atilde;o, pois os documentos apreendidos ainda est&atilde;o sendo analisados.&nbsp;<br />
<br />
J&aacute; o homem que foi preso em flagrante pagou fian&ccedil;a, foi liberado e a PF ainda n&atilde;o identificou liga&ccedil;&atilde;o do mesmo com o esquema de lavagem de dinheiro em Aragua&iacute;na e nem divulgou seu nome. <em>(Com informa&ccedil;&otilde;es de Fernando Almeida – Aragua&iacute;na Not&iacute;cias)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: