Seet
Sobral – 300×100

Copa trará avanço ‘zero’ ao PIB do Brasil, avalia

admin -

<span style="font-size:14px;">A Copa de Mundo, maior evento esportivo do planeta, planejada durante sete anos para deixar &ldquo;grande legado&rdquo; ao Brasil, trar&aacute; efeitos &ldquo;fugazes&rdquo; &agrave; economia &ndash; mostra relat&oacute;rio da ag&ecirc;ncia de classifica&ccedil;&atilde;o de risco Moody&rsquo;s.&nbsp;<br />
<br />
Nas contas da institui&ccedil;&atilde;o, o torneio trar&aacute; ganho da ordem de R$ 25,2 bilh&otilde;es ao Pa&iacute;s. Num primeiro olhar, pode parecer bastante. Mas, pela &oacute;tica da produ&ccedil;&atilde;o de bens e servi&ccedil;os (PIB, o Produto Interno Bruto), o impacto &eacute; &iacute;nfimo.<br />
<br />
O PIB consolidado do Brasil no &uacute;ltimo ano nas Contas Nacionais, em valores correntes, foi de R$ 4,838 trilh&otilde;es. O volume calculado pela Moody&rsquo;s representa apenas 0,5% desse montante.<br />
<br />
Ainda de acordo com o estudo, os setores de Alimentos e Bebidas, Hospedagem, Loca&ccedil;&atilde;o de carros, Telecomunica&ccedil;&otilde;es e Publicidade ser&atilde;o os mais beneficiados pela visita de 3,6 milh&otilde;es de turistas entre junho e julho para o evento. No entanto, os problemas de mobilidade urbana e os dias perdidos de trabalho por causa dos jogos tendem a minimizar ou anular o empurr&atilde;o no PIB dado por esses segmentos dos Servi&ccedil;os.<br />
<br />
Entre as empresas beneficiadas pelo evento, est&atilde;o, naturalmente, os patrocinadores oficiais, de acordo com o texto assinado por Barbara Mattos, Gersan Zurita e Marianna Waltz. As empreiteiras envolvidas na constru&ccedil;&atilde;o dos est&aacute;dios tamb&eacute;m t&ecirc;m a ganhar, bem como as redes de tev&ecirc; transmissoras das partidas.</span>

Comentários pelo Facebook: