Sobral – 300×100
Seet

Governo vai investir no sistema prisional e ampliar número de vagas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Reformas, revitaliza&ccedil;&otilde;es, constru&ccedil;&otilde;es, adequa&ccedil;&otilde;es, instala&ccedil;&otilde;es de equipamentos modernos e implanta&ccedil;&atilde;o de pol&iacute;ticas que permitam a reinser&ccedil;&atilde;o dos presos na sociedade ap&oacute;s o cumprimento de sua pena. Tudo isso foi apresentado pelo secret&aacute;rio da Justi&ccedil;a e dos Direitos Humanos, Nilomar dos Santos, na manh&atilde; desta ter&ccedil;a-feira, 4, no Pal&aacute;cio Araguaia.<br />
<br />
Com uma popula&ccedil;&atilde;o carcer&aacute;ria de 2.490 presos, o Tocantins, segundo o secret&aacute;rio, &ldquo;tinha uma realidade sucateada, com oito anos sem investimentos, e com investimentos feitos durante o Governo Siqueira Campos, o sistema tranquilizou, com a melhoria da qualidade de vida j&aacute; realizada em algumas unidades e sendo trabalhada em outras&rdquo;, afirmou, acrescentando que a qualidade de vida est&aacute; relacionada a atendimentos m&eacute;dicos, cursos de capacita&ccedil;&atilde;o, assist&ecirc;ncia social, inclusive &agrave;s fam&iacute;lias dos presos, e com ela se evita inclusive rebeli&otilde;es, como a &uacute;ltima que aconteceu na Barra da Grota, onde foi preciso o Governo investir mais de R$ 90 milh&otilde;es para recupera&ccedil;&atilde;o da unidade.<br />
<br />
<u><strong>Custo por preso</strong></u><br />
<br />
O secret&aacute;rio informou ainda que o contrato com a empresa Umanizare, que administra os pres&iacute;dios de Barra da Grota e a CPP de Palmas, venceu no &uacute;ltimo dia 30 e foi renovado por mais um ano, com o custo de R$ 2.775,00 por preso na primeira cadeia e R$ 2.790,00 na segunda. &ldquo;Estes valores s&atilde;o necess&aacute;rios para que se tenham todos os cuidados e investimentos que permitam aos presos as melhores condi&ccedil;&otilde;es de cumprir suas penas&rdquo;, enfatizou, acrescentando que n&atilde;o se descarta a possibilidade de mais unidades serem administradas pela empresa.<br />
<br />
<strong><u>Novos pres&iacute;dios</u></strong><br />
<br />
Nilomar tamb&eacute;m afirmou que est&atilde;o sendo investidos R$ 22 milh&otilde;es em constru&ccedil;&otilde;es de novas unidades. &ldquo;Este valor era para apenas uma unidade em Aparecida do Rio Negro, mas gra&ccedil;as aos rendimentos e a baixa de custo, vamos construir a unidade que j&aacute; era prevista e mais uma unidade no munic&iacute;pio de Arraias, com capacidade par 205 vagas&rdquo;, destacou.<br />
<br />
Sobre o n&uacute;mero de presos e vagas no Estado, o secret&aacute;rio informou que h&aacute; capacidade para receber mais presos, inclusive em Palmas e Aragua&iacute;na, com 318 vagas para as duas cidades.<br />
<br />
<u><strong>Ressocializa&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Nilomar afirmou que &ldquo;h&aacute; uma preocupa&ccedil;&atilde;o do Governo do Estado para que o preso, ao cumprir sua pena, tenha condi&ccedil;&otilde;es de ser recebido pela sociedade, inclusive com capacita&ccedil;&atilde;o profissional. Para isso j&aacute; estamos com projetos de implanta&ccedil;&atilde;o de escolas ou disponibiliza&ccedil;&atilde;o de salas em unidades escolares para o atendimento deste p&uacute;blico. Aliado a isso temos parceria com o Sesc e o Senac, no sentido de se ter m&atilde;o de obra voltada para o mercado de trabalho tocantinense&rdquo;.<br />
<br />
Outras a&ccedil;&otilde;es socioeducativas s&atilde;o desenvolvidas no pres&iacute;dio de Cariri, em Gurupi, onde, segundo o secret&aacute;rio, h&aacute; planta&ccedil;&otilde;es de milho, projeto para planta&ccedil;&atilde;o de mandioca e de pasto irrigado para o gado leiteiro que existe no local, al&eacute;m de 17 mil alevinos cultivados. &ldquo;O nosso objetivo &eacute; que aquela unidade seja autossuficiente em alimentos e atenda escolas, creches e a CPP de Gurupi tamb&eacute;m&rdquo;, afirmou.<br />
<br />
Em Palmas, as a&ccedil;&otilde;es de ressocializa&ccedil;&atilde;o dentro da CPP v&atilde;o desde a escola regular na unidade ao projeto Pintando a Liberdade, com a confec&ccedil;&atilde;o de bolas e a forma&ccedil;&atilde;o por meio do Sesc e Senac. No Case &ndash; Unidade S&oacute;cio Educativa h&aacute; o curso para t&eacute;cnico em instala&ccedil;&atilde;o de ar-condicionado split.</span></div>

Comentários pelo Facebook: