Sobral – 300×100
Seet

Agentes da PC vão receber salário de R$ 9,2 mil em 2018

admin -

<span style="font-size:14px;">Antes de se desperdir do Governo do Estado, governador Siqueira Campos anunciou a paridade salarial para a Pol&iacute;cia Civil do Tocantins. Dividida em quatro vezes (de 2015 a 2018), a paridade na pr&aacute;tica estabelece apenas dois sal&aacute;rios para a Pol&iacute;cia Civil, o de delegado e outro para as demais carreiras.<br />
<br />
A Medida Provis&oacute;ria n&uacute;mero 8, que concede o benef&iacute;cio, foi assinada pelo governador em seu gabinete, na presen&ccedil;a de centenas de policiais, que j&aacute; estavam mobilizados para o protesto, caso a paridade n&atilde;o fosse concedida.<br />
<br />
De acordo com o texto da MP 8/2014, agente de pol&iacute;cia, agente penitenci&aacute;rio, escriv&atilde;o de pol&iacute;cia, papiloscopista, agente de necrotomia e motorista policial v&atilde;o receber os seguintes sal&aacute;rios, no in&iacute;cio de carreira: R$ 5.431,20 (2015); R$ 6.712,29 (2016); 7.993,39 (2017); e R$ 9.274,48 (2018).<br />
<br />
As discuss&otilde;es sobre a paridade (h&aacute; muito almejada pela categoria) foi retomada no m&ecirc;s passado, quando o secret&aacute;rio da Administra&ccedil;&atilde;o (Secad), L&uacute;cio Mascarenhas, ao lado de seu colega da Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Jos&eacute; Eli&uacute; Jurubeba, disse que estava analisando o caso. &ldquo;Na categoria j&aacute; existe um precedente, que foi a paridade salarial, de perito policial e perito criminal&rdquo;, disse, acrescentando que o estudo de viabilidade para Estado estava sendo feito.<br />
<br />
Entretanto, na &uacute;ltima ter&ccedil;a-feira, 1&ordm;, em reuni&atilde;o com representantes dos policiais, disse que a categoria n&atilde;o iria receber o benef&iacute;cio, pois o Estado j&aacute; teria gastado al&eacute;m do chamado limite prudencial, que &eacute; de 46,55% da Receita Corrente&nbsp;L&iacute;quida.<br />
<br />
Por este ser um ano eleitoral, a paridade teria que ser concedida at&eacute; esta sexta-feira, ou seja, o benef&iacute;cio foi concedido no &uacute;ltimo momento, e gra&ccedil;as &agrave; mobiliza&ccedil;&atilde;o dos policiais.<br />
<br />
A presidente do SINPOL, Nadir Nunes, destacou a uni&atilde;o dos policiais na conquista. &ldquo;A paridade foi conseguida porque, juntos, sindicato e associa&ccedil;&otilde;es lutaram e buscaram o mesmo objetivo. Foi uma demonstra&ccedil;&atilde;o da for&ccedil;a que a categoria buscam um objetivo comum &rdquo;.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Ao agradecer os policiais por entenderem a import&acirc;ncia do chamamento, a diretora de Administra&ccedil;&atilde;o e Planejamento, Marcilene Lucena, enfatizou que &ldquo;essa foi uma importante conquista pela valoriza&ccedil;&atilde;o da classe, mas que a luta continua&rdquo;, e complementou. &ldquo;Agora precisamos continuar buscando condi&ccedil;&otilde;es dignas de trabalho para que possamos oferecer uma presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;o cada dia melhor &agrave; sociedade tocantinense&rdquo;.</span>

Comentários pelo Facebook: