Sobral – 300×100
Seet

Em reação ao golpe político e antidemocrático, oposição já lançou três pré-candidatos para eleição indireta

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Arnaldo Filho</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
Em rea&ccedil;&atilde;o ao &ldquo;golpe pol&iacute;tico&rdquo; que &ldquo;tenta perpetuar, a todo custo, o siqueirismo no poder&rdquo;, a oposi&ccedil;&atilde;o j&aacute; lan&ccedil;ou tr&ecirc;s nomes para disputar a elei&ccedil;&atilde;o indireta para governador do Tocantins, que vai ocorrer nos pr&oacute;ximos 30 dias. Conforme se delineia, este pleito eleitoral poder&aacute; ser o mais concorrido da hist&oacute;ria do Estado, tudo por causa da indigna&ccedil;&atilde;o provocada pela ren&uacute;ncia do governador e vice, Siqueira Campos e Jo&atilde;o Oliveira, a fim de criar condi&ccedil;&otilde;es jur&iacute;dicas para que Eduardo Siqueira seja candidato nas elei&ccedil;&otilde;es de outubro.<br />
<br />
<u><strong>PT, PV e PROS</strong></u><br />
<br />
O Partido dos Trabalhadores foi um dos que repudiou o golpe e j&aacute; apresentou Paulo Mour&atilde;o como pr&eacute;-candidato ao Governo.&nbsp; Segundo o partido, a candidatura visa &ldquo;assegurar que haja um&nbsp; debate qualificado com a sociedade sobre o momento que vivemos, e a necessidade de romper com esse&nbsp; modelo de&nbsp; pol&iacute;tica atrasada, que envergonha nosso Estado, denunciando as mazelas e a falta de compromisso em enfrentar e solucionar os problemas vivenciados pela nossa gente&rdquo;.<br />
<br />
Para o PT, a ren&uacute;ncia dupla &ldquo;trata-se de um golpe pol&iacute;tico que aprofunda a crise institucional vivida pelo Estado&rdquo;.<br />
<br />
O PV tamb&eacute;m lan&ccedil;ou o deputado Marcelo Lelis como pr&eacute;-candidato e disse que vai estimular os partidos de oposi&ccedil;&atilde;o a terem seus candidatos como forma de protesto contra um &ldquo;golpe pol&iacute;tico em benef&iacute;cio de um projeto familiar&rdquo; promovido pelo grupo do ex-governador tucano. <em>&ldquo;As manobras que levaram &agrave; elei&ccedil;&atilde;o indireta mancham a hist&oacute;ria pol&iacute;tica do Tocantins. &Eacute; um golpe que querem dar no povo tocantinense na busca de um projeto pol&iacute;tico familiar. O cidad&atilde;o foi desrespeitado. Temos que protestar de forma leg&iacute;tima contra a manobra que querem impor &agrave; popula&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, afirmou Lelis.<br />
<br />
O pr&eacute;-candidato Marcelo Lelis garantiu que n&atilde;o tem d&uacute;vida de que a resposta a todas essas atitudes antidemocr&aacute;ticas ser&aacute; dada nas urnas, no dia 5 de outubro.<br />
<br />
Durante evento do PROS em Aragua&iacute;na na noite da &uacute;ltima sexta-feira (4) o deputado Sargento Arag&atilde;o fez um duro discurso contra o golpe &agrave; democracia do Tocantins e anunciou o nome do senador Ata&iacute;des Oliveira como um dos pr&eacute;-candidatos. O parlamentar ressaltou que j&aacute; sabe qual ser&aacute; o resultado da elei&ccedil;&atilde;o indireta, mas Ata&iacute;des ter&aacute; pelo menos dois votos: o dele [Arag&atilde;o] e o do deputado Eli Borges, tamb&eacute;m do PROS.<br />
<br />
<u><strong>Transmiss&atilde;o do cargo</strong></u><br />
<br />
Siqueira Campos passou oficialmente a faixa de chefia do Poder Executivo para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Sandoval Cardoso, no s&aacute;bado (5) durante a inaugura&ccedil;&atilde;o da pavimenta&ccedil;&atilde;o da TO-458, que liga a rodovia TO-050 ao munic&iacute;pio de Ipueiras.<br />
<br />
Sandoval Cardoso permanece &agrave; frente do Executivo at&eacute; a realiza&ccedil;&atilde;o de uma elei&ccedil;&atilde;o indireta a ser convocada pelo Legislativo no prazo de 30 dias. Tudo indica que o governador interino ser&aacute; tamb&eacute;m o candidato de Siqueira Campos para o mandato tamp&atilde;o.</span>

Comentários pelo Facebook: