Sobral – 300×100
Seet

Servidores da Defensoria comemoram reajustes salariais que resultam em ganho real de 77,96%

admin -

<span style="font-size:14px;">Com a Medida Provis&oacute;ria (MP) publicada no Di&aacute;rio Oficial do Estado (DOE) no &uacute;ltimo s&aacute;bado (5) o Quadro de Servidores Auxiliares da Defensoria P&uacute;blica do Tocantins, composto por 375 servidores, ter&aacute; aumento de 62% dividido em quatro anos.&nbsp;<br />
<br />
A partir da publica&ccedil;&atilde;o da MP, os vencimentos b&aacute;sicos dos cargos de provimento efetivo s&atilde;o realinhados, de forma cumulativa, conforme os seguintes &iacute;ndices: a partir de 2 de janeiro de 2015, com o acr&eacute;scimo de 15,5%; mais 15,5% a partir da mesma data do ano seguinte; repetindo o reajuste nos dias 2 de janeiro dos anos de 2017 e 2018. Desta forma, aplicando-se o reajuste sobre os valores j&aacute; acrescidos do aumento no ano anterior, o resultado em ganho real ser&aacute; de 77,96% depois do &uacute;ltimo aumento previsto, em janeiro de 2018.<br />
<br />
Para o defensor p&uacute;blico geral do Estado do Tocantins, Marlon Amorim, &ldquo;o objetivo desse plano de realinhamento salarial &eacute; permitir que a Defensoria P&uacute;blica continue sendo atrativa aos profissionais, que atraia novos servidores e que retenha uma for&ccedil;a de trabalho muito qualificada&quot;. Amorim afirma que a atitude do governo do Estado valoriza o servidor e reflete na boa presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os junto aos assistidos.<br />
<br />
O defensor p&uacute;blico geral, tomando como exemplo o cargo de Analista Jur&iacute;dico, explica como ficar&aacute; o realinhamento dos vencimentos. <em>&ldquo;O servidor ocupante do cargo de Analista Jur&iacute;dico, com vencimento atual de R$ 2.920,00, passar&aacute; a receber, com a Medida Provis&oacute;ria, a quantia de R$ 7.492,70 em 2018, tendo aumento de 156,60%. O c&aacute;lculo &eacute; feito com base nos acr&eacute;scimos de 15,5% – ao decorrer dos quatro anos que s&atilde;o cumulativos, ou seja, ganho sobre ganho – mais a data base, usando o valor de 7% de reajuste anual&quot;</em>, explicou.<br />
<br />
<u><strong>Sindicato</strong></u><br />
<br />
O presidente do Sindicato dos Servidores da Defensoria P&uacute;blica do Estado do Tocantins (Sisdep), Bruno Labre, tamb&eacute;m comemorou a medida. Para ele, a mudan&ccedil;a no PCCV valoriza os servidores. &ldquo;A categoria est&aacute; muito feliz com a sensibilidade do governo de nos contemplar, nos sentimos valorizados e estamos satisfeitos. O pr&oacute;ximo passo &eacute; caminharmos juntos com a Assembleia Legislativa e conseguirmos a convers&atilde;o da Medida Provis&oacute;ria em Lei&rdquo;, disse.<br />
<br />
As despesas decorrentes da aplica&ccedil;&atilde;o desta MP correr&atilde;o &agrave; conta das dota&ccedil;&otilde;es or&ccedil;ament&aacute;rias pr&oacute;prias da Defensoria P&uacute;blica do Estado do Tocantins, consignadas no or&ccedil;amento vigente, e das leis or&ccedil;ament&aacute;rias anuais por vir.</span>

Comentários pelo Facebook: