Sobral – 300×100
Seet

Inadimplência no comércio de Araguaína cai quase 30%, aponta Aciara

admin -

<span style="font-size:14px;">Para o com&eacute;rcio de Aragua&iacute;na, 2014 come&ccedil;ou com boas perspectivas de vendas. &Eacute; o que revela os n&uacute;meros do m&ecirc;s de mar&ccedil;o do Servi&ccedil;o de Prote&ccedil;&atilde;o ao Cr&eacute;dito &ndash; SPC, divulgados pela Associa&ccedil;&atilde;o Comercial e Industrial de Aragua&iacute;na &ndash; Aciara. Em compara&ccedil;&atilde;o a fevereiro do mesmo ano, houve uma queda de 28,89% no n&uacute;mero de novas d&iacute;vidas registradas no SPC &ndash; 14.287 em fevereiro; 10.160 em mar&ccedil;o. J&aacute; em rela&ccedil;&atilde;o a mar&ccedil;o de 2013, a queda tamb&eacute;m foi significativa, 20,19% – 12.731 registros contra 10.160. Segundo o diretor de SPC da Aciara, Alberto Luna, os dados surpreendem por causa do hist&oacute;rico do per&iacute;odo. <em>&ldquo;Normalmente, por causa das compras desenfreadas de fim de ano, os primeiros meses costumam elevar o n&uacute;mero de inadimplentes, mas isso n&atilde;o aconteceu em 2014&rdquo;</em>, explica.<br />
<br />
<u><strong>Mais consultas</strong></u><br />
<br />
Os comerciantes araguainenses tamb&eacute;m aumentaram o n&uacute;mero de consultas ao SPC. <em>&ldquo;Isso quer dizer que mais credi&aacute;rios est&atilde;o sendo abertos, portanto mais vendas est&atilde;o acontecendo&rdquo;</em>, ressalta o presidente da Aciara, Manoel de Assis. Em mar&ccedil;o deste ano, foram 40.891 consultas, contra 39.620 de fevereiro. O aumento foi de 3,21%.<br />
<br />
Se a compara&ccedil;&atilde;o for feita com mar&ccedil;o de 2013, o percentual sobe para 5,16% (38.884 em mar&ccedil;o de 2013 e 40.891 em mar&ccedil;o de 2014). No acumulado do primeiro trimestre deste ano, o crescimento chega a 12,11%, sendo 10,94% de aumento em janeiro e 20,23% em fevereiro. <em>&ldquo;Outro detalhe importante &eacute; que quase 100% dessas consultas s&atilde;o feitas online pelos pr&oacute;prios comerciantes&rdquo;</em>, acrescenta Alberto.<br />
<br />
<u><strong>Mais n&uacute;meros</strong></u><br />
<br />
A quantidade de d&iacute;vidas pagas ou renegocia&ccedil;&otilde;es tamb&eacute;m subiu, &ldquo;o que mostra que o consumidor est&aacute; preocupado em limpar o seu nome no com&eacute;rcio&rdquo;, reitera o diretor da Aciara. Em mar&ccedil;o de 2013, foram 9.087 cadastros retirados do SPC; em mar&ccedil;o de 2014 foram 9.287 cadastros &ndash; 2,20% de crescimento.<br />
<br />
<strong><u>Avalia&ccedil;&atilde;o</u></strong><br />
<br />
Alberto lembra que o SPC &eacute; um dos principais term&ocirc;metros de crescimento do com&eacute;rcio. Quanto maior o n&uacute;mero de consultas por parte dos comerciantes, mais cr&eacute;ditos est&atilde;o sendo concedidos aos consumidores. Al&eacute;m disso, a diminui&ccedil;&atilde;o no n&uacute;mero de inadimplentes &eacute; bastante positivo para os lojistas, j&aacute; que traduz uma preocupa&ccedil;&atilde;o por parte dos compradores. <em>&ldquo;E &eacute; fundamental que os comerciantes usem mais o SPC para mediar suas vendas. &Eacute; uma prote&ccedil;&atilde;o m&uacute;tua entre as empresas para evitar calotes e demais perdas&rdquo;</em>, completa o diretor.</span>

Comentários pelo Facebook: