Seet
Sobral – 300×100

Presidente e diretor da Saneatins são intimados para depor na CPI

admin -

<span style="font-size:14px;">Ap&oacute;s a coleta e investiga&ccedil;&atilde;o de documentos, a Comiss&atilde;o Parlamentar de Inqu&eacute;rito (CPI) da Foz-Saneatins aprovou nesta ter&ccedil;a-feira, dia 8, suas primeiras convoca&ccedil;&otilde;es. Est&atilde;o intimados a prestar esclarecimentos aos deputados o diretor-presidente da Emsa, Ann&iacute;bal Crosara J&uacute;nior, o diretor-vice-presidente, Adriano Jos&eacute; Crosara, e o presidente da Foz-Saneatins, M&aacute;rio Amaro da Silva. Os depoimentos est&atilde;o agendados para o dia 22 deste m&ecirc;s.<br />
<br />
Entretanto, como a atual propriet&aacute;ria da concess&atilde;o se nega a enviar as informa&ccedil;&otilde;es requeridas pela CPI, os deputados prosseguem com a investiga&ccedil;&atilde;o documental por outros &oacute;rg&atilde;os. Entre eles a Jucetins, a quem foi solicitado c&oacute;pias de arquivos relativos &agrave; quest&atilde;o, e a Secretaria de Infraestrutura, a quem se pediu c&oacute;pias relativas &agrave; privatiza&ccedil;&atilde;o da Saneatins.<br />
<br />
As prefeituras tocantinenses continuam a colaborar com a investiga&ccedil;&atilde;o. No expediente desta reuni&atilde;o, foram lidos of&iacute;cios enviados de Dois Irm&atilde;os, Duer&eacute;, Juarina, Aragua&ccedil;u, Arraias, Miracema, Itapiratins, Vanderl&acirc;ndia, Baba&ccedil;ul&acirc;ndia, e de Porto Nacional, entre outros.<br />
<br />
Um dos of&iacute;cios chamou a aten&ccedil;&atilde;o do presidente da CPI, deputado Eduardo do Dertins (PPS). Enviado da cidade de Cariri, o documento relata que o munic&iacute;pio n&atilde;o disp&otilde;e de c&oacute;pia do contrato de presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;o e que este se encontra apenas com a concession&aacute;ria. Mais grave &eacute; a afirma&ccedil;&atilde;o do documento lido pelo presidente de que a empresa alterou os prazos contidos no contrato sem autoriza&ccedil;&atilde;o legislativa, em suposta fraude.<br />
<br />
Ainda nesta reuni&atilde;o, foi aprovada a solicita&ccedil;&atilde;o de uma pesquisa de satisfa&ccedil;&atilde;o do consumidor com a qualidade, continuidade e o pre&ccedil;o cobrado pelo servi&ccedil;o de saneamento.<br />
<br />
Eduardo do Dertins relatou ainda como proveitosas as visitas realizadas por membros da CPI &agrave; seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/TO), Ag&ecirc;ncia Tocantinense de Saneamento (ATS) e Ag&ecirc;ncia Tocantinense de Regula&ccedil;&atilde;o (ATR), quando defendeu a ideia de que a tarifa de &aacute;gua e esgoto deve ser definida pelo &oacute;rg&atilde;o de regula&ccedil;&atilde;o, ap&oacute;s estudo que n&atilde;o foi realizado, e n&atilde;o baseado em uma suposi&ccedil;&atilde;o da pr&oacute;pria empresa concession&aacute;ria, como ocorre atualmente.&nbsp;</span>

Comentários pelo Facebook: