Sobral – 300×100
Seet

Pão de queijo e café chega a custar até R$ 10 nos aeroportos; Halum cobra fiscalização

admin -

<div>
<span style="font-size:14px;">A Comiss&atilde;o de Defesa do Consumidor, aprovou nesta quarta-feira, 9, a Proposta de Fiscaliza&ccedil;&atilde;o e Controle (PFC) 90/2012, do deputado federal C&eacute;sar Halum (PRB/TO), que prop&otilde;e &agrave; comiss&atilde;o fiscalizar a Ag&ecirc;ncia Nacional de Avia&ccedil;&atilde;o Civil (Anac) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportu&aacute;ria (Infraero) em sua atua&ccedil;&atilde;o de controle e administra&ccedil;&atilde;o do com&eacute;rcio de alimentos e outros nas aeronaves e nas depend&ecirc;ncias aeroportu&aacute;rias do Brasil.<br />
<br />
<em>&ldquo;O crescimento constante do n&uacute;mero de usu&aacute;rios do servi&ccedil;o de transporte a&eacute;reo tem exigido tamb&eacute;m a expans&atilde;o do com&eacute;rcio aliment&iacute;cio, tanto nos aeroportos, quanto nas aeronaves das empresas a&eacute;reas que tamb&eacute;m oferecem o servi&ccedil;o de vendas a bordo</em>&rdquo;, disse o deputado.<br />
<br />
Para C&eacute;sar Halum, mesmo com a redu&ccedil;&atilde;o dos valores pagos pelos usu&aacute;rios na aquisi&ccedil;&atilde;o de passagens a&eacute;reas, os consumidores n&atilde;o t&ecirc;m seus direitos respeitados, &ldquo;<em>pois o custo da alimenta&ccedil;&atilde;o &eacute; alt&iacute;ssimo, tanto nos aeroportos como a bordo das aeronaves. Os pre&ccedil;os praticados s&atilde;o abusivos. Os consumidores chegam a pagar at&eacute; R$ 10 por um p&atilde;o de queijo e um caf&eacute;, ou at&eacute; R$ 4 por uma &aacute;gua mineral&rdquo;</em>.<br />
<br />
Audi&ecirc;ncia p&uacute;blica &ndash; Junto &agrave; PFC 90/2012, C&eacute;sar Halum, subscreveu o Requerimento 241/2014, de autoria do deputado S&eacute;rgio Brito, que prop&otilde;e a realiza&ccedil;&atilde;o de uma audi&ecirc;ncia p&uacute;blica na Comiss&atilde;o de Defesa do Consumidor, convidando os &oacute;rg&atilde;os respons&aacute;veis pelo tabelamento dos produtos nos aeroportos, pre&ccedil;o e Qualidade dos Servi&ccedil;os na Copa. A audi&ecirc;ncia foi marcada para o dia 23 de abril, &agrave;s 14h30, no plen&aacute;rio 8, da C&acirc;mara dos Deputados.<br />
<br />
<em>&ldquo;N&atilde;o adianta nada a desonera&ccedil;&atilde;o das passagens a&eacute;reas para beneficiar as pessoas de baixa renda se n&atilde;o houver bom senso nos pre&ccedil;os praticados pelas empresas franqueadas nos aeroportos, que atualmente inviabilizam o acesso dessas pessoas &agrave; alimenta&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, concluiu o parlamentar tocantinense.</span></div>

Comentários pelo Facebook: