Seet
Sobral – 300×100

Professores da rede estadual decidem manter greve; MP não inclui as principais reivindicações

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
A greve dos professores da rede estadual de ensino vai continuar. A categoria est&aacute; paralisada desde o dia 24 de mar&ccedil;o e decidiu manter o movimento durante Assembleia Geral, realizada na manh&atilde; desta quinta-feira (10) em Palmas (TO). Mais de 180 mil alunos est&atilde;o sem aulas.&nbsp;<br />
<br />
De acordo com os professores, a proposta do Governo n&atilde;o atende as expectativas da classe. A categoria cobra, entre outras reivindica&ccedil;&otilde;es, o pagamento retroativo das progress&otilde;es 2012 em parcela &uacute;nica.<br />
<br />
De acordo com os professores, a Medida Provis&oacute;ria (MP) n&ordm; 11/2014 contempla apenas uma das reivindica&ccedil;&otilde;es. A MP equipara o sal&aacute;rio do Professor Normalista (Prono) ao de Professor da Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica (Proeb) e cria o cargo de Assistente T&eacute;cnico em Educa&ccedil;&atilde;o para fun&ccedil;&otilde;es administrativas com provimento atrav&eacute;s de concurso p&uacute;blico.<br />
<br />
Os professores normalistas s&atilde;o aqueles que ingressaram na carreira com n&iacute;vel m&eacute;dio (antigo magist&eacute;rio) e posteriormente progrediram com a conclus&atilde;o de curso superior, mas mesmo assim recebem um sal&aacute;rio cerca de 20% menor que o professor de Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica (Proeb). Com a Medida Provis&oacute;ria, n&atilde;o haver&aacute; mais esta diferen&ccedil;a. Todos v&atilde;o receber R$ 3,2 mil por 40 horas de trabalho semanal. Segundo o Governo do Estado, a Medida beneficia 3.246 professores efetivos. Essa equipara&ccedil;&atilde;o&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">ser&aacute; feita em tr&ecirc;s etapas, a partir de janeiro de 2015.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">O Sindicato quer tamb&eacute;m um prazo maior para que a MP seja votada pelos deputados na Assembleia Legislativa. O objetivo &eacute; analisar o documento de forma detalhada e propor algumas altera&ccedil;&otilde;es, como a inclus&atilde;o da gest&atilde;o democr&aacute;tica para a elei&ccedil;&atilde;o direta nas escolas.<br />
<br />
<u><strong>Amea&ccedil;as</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Os professores criticaram duramente a Secretaria de Educa&ccedil;&atilde;o (Seduc) por encaminhar documento &agrave; categoria informando que 47% das escolas do Estado est&atilde;o em pleno funcionamento e ainda fazendo ame&ccedil;as de cortar o ponto de quem n&atilde;o retornar ao trabalho.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Por outro lado, o governador interino Sandoval Cardoso se reunir&aacute; no final da tarde de hoje (10) com uma Comiss&atilde;o do Sindicato para tentar um acordo e p&ocirc;r fim &agrave; greve que j&aacute; dura mais de 15 dias.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/1604782_10154100983360122_2766075547276147707_n.jpg" style="width: 600px; height: 453px;" /></span><br />

Comentários pelo Facebook: