Seet
Sobral – 300×100

Ministério empenha R$ 11,8 milhões para Via Lago; Halum sugere homenagem ao senador

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
O Minist&eacute;rio das Cidades empenhou nesta quinta-feira (10), o valor de R$ 11,8 milh&otilde;es, da proposta n&ordm; 028138/2014, para a execu&ccedil;&atilde;o do projeto Via Lago, em Aragua&iacute;na (TO). Os recursos s&atilde;o provenientes de emenda parlamentar do deputado federal C&eacute;sar Halum. O deputado disse ainda que pedir&aacute; ao vereador Luciano Santana que envie uma indica&ccedil;&atilde;o propondo que o nome da ponte seja senador Jo&atilde;o Ribeiro. O vereador &eacute; filho de Valdines, que durante 30 anos foi motorista do senador.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/Captura%20de%20tela%20inteira%2010042014%20174239.bmp.jpg" style="width: 600px; height: 375px;" /><br />
<br />
<em>&ldquo;Para n&oacute;s &eacute; uma vit&oacute;ria muito grande! Sempre quis ver nosso lago mais bem utilizado e conservado. A constru&ccedil;&atilde;o da ponte do lago interligar&aacute; o centro de Aragua&iacute;na aos bairros de Nova Aragua&iacute;na, F&aacute;tima, Cidade Nova e outros, evitando assim o acesso pela BR-153, reduzindo naturalmente o n&uacute;mero de acidente</em>s&rdquo;, lembrou o deputado.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/PRANCHA1(1)(1).jpg" style="width: 600px; height: 424px;" /><br />
A Via Lago ter&aacute; 1,56 Km de extens&atilde;o, come&ccedil;ando no fim da Marginal Neblina (no cruzamento com a Avenida Filad&eacute;lfia) seguindo at&eacute; os setores Lago Azul, Cidade Nova e Nova Morada. A Via Lago ter&aacute; tr&ecirc;s pistas de ida e de volta, ciclovia e cal&ccedil;amento para pedestres e no final da avenida, sendo constru&iacute;da ainda uma ponte estaiada.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Dentro do projeto, tamb&eacute;m est&aacute; previsto uma ilha pr&oacute;xima &agrave; Via Lago, onde ser&aacute; constru&iacute;do um restaurante e o acesso ser&aacute; por meio de barcos, com decks de embarque e desembarque.<br />
<br />
Al&eacute;m da valoriza&ccedil;&atilde;o do Lago Azul com o turismo, haver&aacute; o desassoreamento do local, com a permiss&atilde;o dos &oacute;rg&atilde;os de fiscaliza&ccedil;&atilde;o ambiental, para o uso da areia acumulada nas margens de c&oacute;rregos que alimentam o lago, bem como o no pr&oacute;prio leito do rio Lontra.</span>

Comentários pelo Facebook: