Seet
Sobral – 300×100

Felipe Niee é presença confirmada no Araguaína Country Show

admin -

<span style="font-size:14px;">O cantor e compositor, Felipe Niee &ndash; que &eacute; fen&ocirc;meno de sucesso com a m&uacute;sica &ldquo;Levanta o vestidinho&rdquo; &ndash; &eacute; uma das atra&ccedil;&otilde;es do Aragua&iacute;na Country show . O evento, que j&aacute; est&aacute; na terceira edi&ccedil;&atilde;o, acontece dia 30 de abril no Glamour do Lago.&nbsp;<br />
<br />
Para Niee, que acabou de lan&ccedil;ar seu primeiro disco, participar do Aragua&iacute;na Country Show &eacute; uma grande oportunidade de mostrar o seu trabalho para a regi&atilde;o norte do Brasil. &ldquo;Aragua&iacute;na &eacute; uma cidade de formadores de opini&atilde;o e de destaque no cen&aacute;rio de eventos da regi&atilde;o centro-norte. Fico muito feliz em participar dessa festa bonita&rdquo;, disse.<br />
<br />
<em>&ldquo;O show em si &eacute; pra cima. &Eacute; dan&ccedil;ante. Tem bastante arrocha e vanera, mas tem tamb&eacute;m m&uacute;sicas rom&acirc;nticas&rdquo;, revela o cantor ao ser questionado sobre o repert&oacute;rio do show. &ldquo;Acredito que&nbsp; a mo&ccedil;ada vai dan&ccedil;ar bastante e se divertir muito&rdquo;,</em> finaliza.<br />
<br />
Al&eacute;m de Felipe Niee, o Aragua&iacute;na Country show contar&aacute; com a presen&ccedil;a de Z&eacute; Ricardo e Thiago, Felipe e Matheus, Bill e Tau&atilde;, Hugo Mar&ccedil;al e Aero Groove.<br />
<br />
<u><strong>Saiba mais sobre Felipe Niee</strong></u><br />
<br />
A m&uacute;sica faz parte da vida de Felipe Niee desde cedo. O jovem, que ganhou destaque em todo o Brasil com &quot;Levanta o vestidinho&quot;, foi presenteado com o primeiro viol&atilde;o aos seis anos de idade. Seu av&ocirc; – que era apaixonado por m&uacute;sica e tocava, por hobby, viol&atilde;o e acordeon foi o respons&aacute;vel pelo presente.<br />
<br />
Autoditada, Felipe aprendeu a tocar viol&atilde;o e guitarra. Foi o contato com estes instrumentos e a vontade de encantar as coleguinhas de escola que o influenciaram a aprender a cantar.<br />
<br />
Aos 14 anos, Felipe come&ccedil;ou a tocar na noite de Sorocaba, no interior de S&atilde;o Paulo. Foram nos barzinhos que ele teve certeza que a m&uacute;sica era o seu destino.<br />
<br />
Foi em busca da realiza&ccedil;&atilde;o do seu sonho que Felipe Niee chegou a Goi&acirc;nia, h&aacute; 4 anos. Na cidade, o cantor conheceu os seus empres&aacute;rios e iniciou uma nova fase na sua carreira.<br />
<br />
Hoje a vida art&iacute;stica de Felipe Niee &eacute; gerida por tr&ecirc;s empresas: R2 Publicidade e eventos; Peninha Produ&ccedil;&otilde;es e Santa F&eacute; Produ&ccedil;&otilde;es Art&iacute;sticas.&nbsp; Com o selo destas empresas e apadrinhado pela dupla Israel e Rodolffo, o cantor apresenta ao mercado fonogr&aacute;fico o seu primeiro cd, que se chama &quot;Levanta o Vestidinho&quot;.<br />
<br />
&quot;A m&uacute;sica alegre,&nbsp; a mistura de ritmos, o som da balada e o papo da mo&ccedil;ada s&atilde;o as pegadas principais do trabalho&quot;, revela Felipe Niee. O cantor conta ainda que o arrocha &quot;Levanta o vestidinho&quot; – que j&aacute;&nbsp; est&aacute; sendo trabalho nas r&aacute;dios, na internet e &#39;bombando&#39; nas pistas – e que vanera &quot;Vou distribuir beijinhos&quot; ser&atilde;o as primeiras m&uacute;sicas a serem trabalhadas.<br />
<br />
O disco tem tr&ecirc;s can&ccedil;&otilde;es rom&acirc;nticas que prometem mexer com o cora&ccedil;&atilde;o do p&uacute;blico. S&atilde;o elas: Doce obsess&atilde;o, Vem me ver e Eu digo n&atilde;o, que &eacute; um arrocha rom&acirc;ntico.<br />
<br />
O &aacute;lbum &eacute; praticamente autoral. Apenas tr&ecirc;s m&uacute;sicas n&atilde;o s&atilde;o composi&ccedil;&otilde;es de Felipe. O cantor &eacute; enf&aacute;tico em dizer que o disco foi pensado e trabalhado para agradar o gosto popular. &quot;O sertanejo &eacute; muito bem recebido em todas as classes sociais. O disco tem can&ccedil;&otilde;es que v&atilde;o tocar todas elas. Cada uma de uma maneira&quot;, finaliza.</span>

Comentários pelo Facebook: