Seet
Sobral – 300×100

Governo prepara nova linha de microcrédito para população

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O Governo do Estado firma mais uma parceria para oferecer cr&eacute;dito a microempres&aacute;rios, empreendedores individuais e pessoas f&iacute;sicas que desejam montar um neg&oacute;cio e assim melhorar sua qualidade de vida. A informa&ccedil;&atilde;o foi dada pelo presidente do Prodivino – Instituto Social Divino Esp&iacute;rito Santo, Isamar Moraes Ribeiro, que acompanhou os representantes do Banco do Brasil na reuni&atilde;o com o Governador Siqueira Campos, realizada na tarde desta quarta-feira, 5.<br />
<br />
Segundo o presidente, o conv&ecirc;nio de coopera&ccedil;&atilde;o que deve ser assinado ainda esta semana &eacute; resultado de uma proposta do Banco, que procurou o Prodivino, devido &agrave; credibilidade que o &oacute;rg&atilde;o possui e pela proximidade que a institui&ccedil;&atilde;o tem com o p&uacute;blico. &ldquo;J&aacute; temos um conv&ecirc;nio com a Caixa Econ&ocirc;mica Federal que possibilita a concess&atilde;o de microcr&eacute;ditos e este com o Banco do Brasil vem somar, como aliado no prop&oacute;sito de dar oportunidade para as pessoas empreenderem novos neg&oacute;cios e consequentemente promover o desenvolvimento de nosso Estado&rdquo;, afirmou.<br />
<br />
O Programa Micro Cr&eacute;dito Produtivo Orientado traz o diferencial pela capacita&ccedil;&atilde;o que a popula&ccedil;&atilde;o ter&aacute; para melhor investir o recurso. &ldquo;J&aacute; estamos elaborando uma parceria com o Sebrae para que os benefici&aacute;rios recebam capacita&ccedil;&atilde;o&quot;, destacou Isamar.<br />
<br />
O cr&eacute;dito a ser destinado ao conv&ecirc;nio, segundo Isamar, &eacute; de acordo com o n&uacute;mero de propostas e da capacidade que as equipes do Banco do Brasil e do Prodivino ter&atilde;o de atender, dentro dos requisitos que regem o contrato. &ldquo;O banco tem at&eacute; R$ 100 milh&otilde;es para conceder empr&eacute;stimos nesta modalidade e tudo s&oacute; depende da popula&ccedil;&atilde;o e de nossos esfor&ccedil;os. Lembrando que o cidad&atilde;o, microempres&aacute;rio ou empreendedor individual poder&aacute; pegar de R$ 300 a R$ 15 mil, definidos a partir de resultado da avalia&ccedil;&atilde;o de risco de cr&eacute;dito&rdquo;, enfatizou.<br />
<br />
As principais exig&ecirc;ncias para acessar o cr&eacute;dito s&atilde;o: n&atilde;o ter restri&ccedil;&otilde;es cadastrais junto ao Cadin – Cadastro Informativo de cr&eacute;ditos n&atilde;o quitados do setor p&uacute;blico federal, Serasa – Centralizadora dos Servi&ccedil;os dos Bancos S/A e SPC &ndash; Servi&ccedil;o de Prote&ccedil;&atilde;o ao Cr&eacute;dito; ser correntista do banco e ter mais de 18 anos. &ldquo;A documenta&ccedil;&atilde;o a ser apresentada &eacute; a de praxe em todo este tipo de transa&ccedil;&atilde;o, que s&atilde;o documentos pessoais, comprovantes de renda e endere&ccedil;o, entre outros&rdquo;, informou Isamar.<br />
<br />
A taxa de juro aplicada &eacute; de 0,64 ao m&ecirc;s o que, segundo o presidente, configura o valor social do programa. &ldquo;Esta taxa &eacute; muito abaixo do que os bancos praticam e se d&aacute; justamente pelo objetivo do programa, que &eacute; beneficiar os munic&iacute;pios com IDH (&Iacute;ndice de Desenvolvimento Humano) baixo, promovendo assim o aquecimento da economia, gera&ccedil;&atilde;o de empregos e consequentemente maior arrecada&ccedil;&atilde;o do Estado&rdquo;, destacou.<br />
<br />
<u><strong>Outras linhas</strong></u><br />
<br />
Isamar destacou ainda que as linhas de cr&eacute;dito oferecidas pelo &oacute;rg&atilde;o continuam sendo praticadas e fez um balan&ccedil;o dos n&uacute;meros alcan&ccedil;ados nos &uacute;ltimos dois anos. &ldquo;Emprestamos mais de R$ 27 milh&otilde;es atrav&eacute;s do programa Nossa Oportunidade, que chegou a mais de 100 cidades, e mais de R$ 8 milh&otilde;es no programa de Assist&ecirc;ncia ao Servidor&rdquo;, finalizou. (Secom)</span></div>

Comentários pelo Facebook: