Sobral – 300×100
Seet

"Povo tocantinense já demonstrou que quer mudança e não a alternância de poder", afirma Lelis em evento do PT

admin -

<span style="font-size:14px;">Convidado pela dire&ccedil;&atilde;o do PT no Tocantins a participar do encontro realizado pelo partido para a discuss&atilde;o do processo eleitoral deste ano no Estado, o presidente do PV no Estado, deputado Marcelo Lelis, disse que &ldquo;o povo tocantinense j&aacute; demonstrou que quer mudan&ccedil;a e n&atilde;o a altern&acirc;ncia de poder. O que vimos nesses 25 anos &eacute; a altern&acirc;ncia de poder. A popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; mais amadurecida e quer agora uma alternativa nova. Uma alternativa que apresente um projeto de mudan&ccedil;a real para o Estado. &Eacute; isso que estamos construindo com o PV e acredito que seja isso que os partidos de oposi&ccedil;&atilde;o ir&atilde;o apresentar ao povo tocantinense&rdquo;.<br />
<br />
Marcelo Lelis tamb&eacute;m defendeu que os partidos de oposi&ccedil;&atilde;o construam uma candidatura alternativa neste processo eleitoral. <em>&ldquo;Na elei&ccedil;&atilde;o de 2010 o povo do Tocantins j&aacute; mostrou para todos n&oacute;s que queriam uma alternativa, quando entre absten&ccedil;&atilde;o, votos nulos e brancos representaram quase 30% dos votos v&aacute;lidos. Esse foi o recado que veio das urnas e &eacute; isso que temos que ter a maturidade de enxergar. A popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o quer mais uma elei&ccedil;&atilde;o plebiscitaria. O povo quer mudan&ccedil;a, &eacute; isso que estamos vendo de Norte a Sul do Estado, por onde temos passado com o Movimento por uma Alternativa de Mudan&ccedil;a. Percorremos mais de 100 munic&iacute;pios tocantinenses nesses &uacute;ltimos dois meses e vimos que esse sentimento de mudan&ccedil;a est&aacute; firme e forte na cabe&ccedil;a de cada tocantinense&rdquo;</em>, afirmou Lelis.<br />
<br />
Para o presidente do PV, o fato de terem dois ou mais candidatos de oposi&ccedil;&atilde;o na disputa pelo Governo do Estado n&atilde;o enfraquece as oposi&ccedil;&otilde;es e sim cria a perspectiva clara de segundo turno, com chances concretas de um candidato de oposi&ccedil;&atilde;o vencer a disputa. <em>&ldquo;Construindo candidaturas fortes, a oposi&ccedil;&atilde;o ter&aacute; chances claras de vit&oacute;ria. Levaremos a disputa para o segundo turno e estaremos juntos ent&atilde;o para vencer a elei&ccedil;&atilde;o e promover as mudan&ccedil;as que nosso Estado precisa&rdquo;</em>, argumentou.</span>

Comentários pelo Facebook: