Sobral – 300×100
Seet

Eco Brasil vai investir R$ 5 bilhões na instalação de indústria de celulose

admin -

<span style="font-size:14px;">A empresa de reflorestamento Eco Brasil Florestas est&aacute; desenvolvendo projeto para implantar unidade industrial de celulose no Tocantins. O valor destinado &agrave; instala&ccedil;&atilde;o da unidade produtora de celulose &eacute; estimado em R$ 5 bilh&otilde;es e ir&aacute; gerar 10 mil empregos. Desde 2008, a Eco Brasil Florestas desenvolve no Tocantins projetos de reflorestamento de larga escala visando o uso m&uacute;ltiplo da madeira, bem como a produ&ccedil;&atilde;o de celulose.<br />
<br />
O diretor de opera&ccedil;&otilde;es da empresa, Romeu Alberti Sobrinho, destaca os motivos de selecionar o Tocantins para ter uma filial da Eco Brasil Florestas. <em>&ldquo;A escolha do Tocantins foi devido a localiza&ccedil;&atilde;o geogr&aacute;fica, malha rodovi&aacute;ria, ferrovi&aacute;ria e futuramente hidrovi&aacute;ria, e tamb&eacute;m disponibilidade de &aacute;reas e condi&ccedil;&otilde;es clim&aacute;ticas</em>&rdquo;, pontua.<br />
<br />
Segundo o diretor, a empresa j&aacute; investiu, em valores atualizados, aproximadamente R$ 500 milh&otilde;es, sendo que o projeto de uma unidade produtora de celulose &eacute; estimado em R$ 5 bilh&otilde;es. Alberti Sobrinho enfatiza&nbsp; a gera&ccedil;&atilde;o de empregos em fun&ccedil;&atilde;o do empreendimento. <em>&ldquo;Durante a fase florestal, a quantidade de empregos &eacute; de cerca de mil. Durante o projeto de celulose, ser&aacute; por volta de 10 mil empregos</em>&rdquo;, ressaltou.<br />
<br />
O secret&aacute;rio executivo da Agricultura e Pecu&aacute;ria, Ruiter Padua, apontou a atua&ccedil;&atilde;o da empresa no Estado e como o governo est&aacute; dado o apoio necess&aacute;rio para fixa&ccedil;&atilde;o da f&aacute;brica no Tocantins. &ldquo;A Eco Brasil j&aacute; vem atuando no Estado com plantio de florestas e com vistas &agrave; implanta&ccedil;&atilde;o da f&aacute;brica de celulose na regi&atilde;o meio-norte do Estado e, para isso, o governo do Estado apresentou em reuni&atilde;o com o diretor de opera&ccedil;&otilde;es da empresa, Romeu Alberti Sobrinho, o Programa de Industrializa&ccedil;&atilde;o Direcionada [Proind&uacute;stria], que &eacute; um programa do governo do Estado para esse tipo de investimento&rdquo;, relatou.<br />
<br />
<u><strong>Proind&uacute;stria</strong></u><br />
<br />
Segundo Padua, o Proind&uacute;stria oferece benef&iacute;cios fiscais e incentivos como a isen&ccedil;&atilde;o do Imposto sobre Opera&ccedil;&otilde;es relativas &agrave; Circula&ccedil;&atilde;o de Mercadorias e Presta&ccedil;&atilde;o de Servi&ccedil;os de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunica&ccedil;&atilde;o (ICMS), cr&eacute;dito presumido e inexigibilidade do ICMS na substitui&ccedil;&atilde;o tribut&aacute;ria visando estimular a instala&ccedil;&atilde;o de ind&uacute;strias no Estado.</span>

Comentários pelo Facebook: