Seet
Sobral – 300×100

Como entrar no mercado de moda

admin -

<span style="font-size:14px;">Voc&ecirc; pode ter forma&ccedil;&atilde;o em moda, p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o, MBA e diplomas em cursos espec&iacute;ficos fora do Brasil. Mas nada disso garante que consiga um emprego na ind&uacute;stria fashion. &Eacute; verdade que o mercado nacional est&aacute; mais profissional do que h&aacute; uma d&eacute;cada, mas a oferta de empregos, principalmente os fixos e registrados, ainda &eacute; pequena. De acordo com o &uacute;ltimo Relat&oacute;rio Anual de Informa&ccedil;&otilde;es Sociais (RAIS/MTE), de 2011, o setor de Moda empregou 2,1 milh&otilde;es de funcion&aacute;rios formais no Brasil (ou 4,6% do total de trabalhadores).<br />
Na pr&aacute;tica, o n&uacute;mero deveria ser maior, mas muitas empresas ainda terceirizam quase toda sua produ&ccedil;&atilde;o e h&aacute; uma boa parcela de profissionais que trabalha na &aacute;rea como aut&ocirc;nomo. Trata-se de uma equa&ccedil;&atilde;o complicada. Enquanto a oferta &eacute; pouca, a concorr&ecirc;ncia &eacute; acirrada. Se voc&ecirc; est&aacute; decidido a trabalhar no setor, precisa conhecer profundamente o que acontece na ind&uacute;stria, ter e manter bons contatos e perceber onde as suas habilidades se encaixam melhor. A seguir, as dicas de alguns profissionais para quem pretende entrar na moda nacional.<br />
1- Seja criativo!<br />
Para Miriam Levinbook, coordenadora do curso de Neg&oacute;cios da Moda da Universidade Anhembi Morumbi, em S&atilde;o Paulo, um dos maiores desafios dentro desse mercado &eacute; ser criativo e inovador. &quot;A pessoa precisa desenvolver um olhar investigativo, uma capacidade de agir criticamente e estrategicamente diante do cen&aacute;rio fashion. N&atilde;o adianta s&oacute; estar apto a desenvolver habilidades t&eacute;cnicas, &eacute; importante ser capaz de refletir a moda em um contexto contempor&acirc;neo&quot;, explica.<br />
2- Identifique tend&ecirc;ncias<br />
Um exemplo de tend&ecirc;ncia comportamental de moda &eacute; o crescimento sustent&aacute;vel, n&atilde;o s&oacute; como uma preocupa&ccedil;&atilde;o ambiental, mas tamb&eacute;m social. &quot;Acredito que o caminho daqui para frente ser&aacute; o de criar um crescimento sustent&aacute;vel na ind&uacute;stria&quot;, acredita Miriam. Resumo da &oacute;pera fashion: identificar antes o rumo que a moda est&aacute; tomando, com uma vis&atilde;o macro, &eacute; numa &oacute;tima maneira de sair em vantagem no mercado.<br />
<br />
3- Defina quem voc&ecirc; quer ser<br />
Antes de trabalhar com moda, &eacute; importante definir qual papel voc&ecirc; gostaria de desempenhar: stylist, buyer, produtor, designer, rela&ccedil;&otilde;es p&uacute;blicas, vendedor, empres&aacute;rio&hellip; &quot;Qualquer que seja a &aacute;rea, &eacute; preciso ter foco. Esse &eacute; o primeiro passo para come&ccedil;ar&quot;, diz Claudio Goldberg, professor de varejo da Funda&ccedil;&atilde;o Get&uacute;lio Vargas do Rio de Janeiro. Lembrando que se voc&ecirc; iniciar sua carreira numa empresa pequena, pode ter mais oportunidade de conhecer o mercado e as diversas fun&ccedil;&otilde;es de cada &aacute;rea. As grandes empresas costumam dividir mais os setores.<br />
<br />
4- Comece vendendo<br />
A consultora de moda Bia Paes de Barros acredita que para entender a moda &eacute; interessante trabalhar em algum momento com vendas. &quot;&Eacute; super importante conhecer o mercado e o dia a dia do neg&oacute;cio. Claro que a pessoa deve buscar todas as informa&ccedil;&otilde;es de moda e tend&ecirc;ncia, mas antes &eacute; preciso conhecer o p&uacute;blico. Come&ccedil;ar como vendedora &eacute; a melhor maneira de entender do funcionamento de uma marca no futuro. &Eacute; uma porta de entrada f&aacute;cil e valiosa.&quot;<br />
<br />
5- Estude o mercado<br />
Se voc&ecirc; gosta do assunto, precisa se informar. Na verdade, precisa respirar moda (e tamb&eacute;m arte, fotografia, cultura, j&aacute; que tudo, nessa &aacute;rea, &eacute; interligado). &quot;&#39;As tend&ecirc;ncias de moda s&atilde;o globais, ent&atilde;o, pelo estudo voc&ecirc; consegue conhecer com anteced&ecirc;ncia o que ser&aacute; a moda. Eu recomendo que a pessoa seja &#39;antenada&#39;&quot;, diz Claudio. Isso significa que voc&ecirc; tem que saber quem s&atilde;o os estilistas importantes, como &eacute; o trabalho deles, enfim, ter um interesse verdadeiro pelo assunto. A moda muda muito, quem quer trabalhar no setor, precisa estar sempre conectado.<br />
6- Claro, o curr&iacute;culo importa<br />
Quanto &agrave; faculdade, a consultora de moda Bia Paes de Barros acredita que fazer cursos em neg&oacute;cio de moda ou de administra&ccedil;&atilde;o s&atilde;o os ideais. Mas se voc&ecirc; tiver a oportunidade de estudar fora, ter&aacute; um diferencial no seu curr&iacute;culo. &quot;Nos Estados Unidos, por exemplo, h&aacute; cursos mais espec&iacute;ficos do que no Brasil. A Fashion Institute of Technology, em Nova York, &eacute; uma boa faculdade para quem quer trabalhar com neg&oacute;cios de moda. Se voc&ecirc; quiser design de moda, a Europa tem op&ccedil;&otilde;es melhores: Saint Martins, em Londres, e o Instituto Marangoni, em Mil&atilde;o.&quot;<br />
7- N&atilde;o saia por a&iacute; pedindo dinheiro<br />
Estilista sim, devedora n&atilde;o. Se a sua ideia &eacute; abrir uma marca de moda, &eacute; necess&aacute;rio investir capital. A estilista Patricia Bonaldi, no entanto, alerta para o perigo de pedir empr&eacute;stimos logo de cara. &quot;&Eacute; preciso ter muito cuidado porque existem muitos riscos.&quot; A estilista diz que o ideal para come&ccedil;ar um neg&oacute;cio de moda &eacute; possuir uma reserva pr&oacute;pria ou ent&atilde;o contar com a ajuda de algu&eacute;m que acredite na ideia. &quot;Com a empresa mais madura, &eacute; poss&iacute;vel se planejar e pensar em empr&eacute;stimos banc&aacute;rios ou fundos de investimentos.&quot;<br />
8- Fa&ccedil;a amigos, n&atilde;o fa&ccedil;a guerra<br />
Na moda, at&eacute; mais do que em outras carreiras, os contatos contam muito. Desde o in&iacute;cio de sua carreira, voc&ecirc; deve cultivar seus conhecidos em todas as &aacute;reas -&nbsp; provavelmente voc&ecirc; trabalhar&aacute; com muitos deles no futuro. Recentemente, no site The Business of Fashion, o editor chefe Imran Amed escreveu: &quot;Alguns dos meus melhores professores foram os amigos que fiz em toda a ind&uacute;stria. E &agrave; medida que partilhamos os mesmos interesses, aprendemos uns com os outros. Mais do que qualquer outra coisa, este tem sido um recurso importante em termos de aprendizado sobre como funciona a ind&uacute;stria e uma grande rede de apoio para mim &quot;.</span>

Comentários pelo Facebook: