Seet
Sobral – 300×100

Abuso das operadoras de telefonia

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Pedro Cardoso da Costa</u><br />
<br />
H&aacute; uma l&oacute;gica de que todo avan&ccedil;o traz muitos benef&iacute;cios, mas alguns contratempos. Isso na telefonia m&oacute;vel parece se inverter completamente essa regra.<br />
<br />
Assim como qualquer outro, quando um servi&ccedil;o de telefonia &eacute; contratado, a rela&ccedil;&atilde;o estabelecida deveria ser entre o cidad&atilde;o e a empresa. Mas na pr&aacute;tica tem ido muito al&eacute;m.<br />
<br />
No in&iacute;cio da aquisi&ccedil;&atilde;o, tudo parece normal. N&atilde;o t&atilde;o regular assim. No momento do contrato, alguns servi&ccedil;os, aplicativos e acess&oacute;rios s&atilde;o oferecidos. Em seguida h&aacute; um recuo estrat&eacute;gico e as ofertas diminuem. Algum tempo depois, a todo instante entram ofertas, sugest&otilde;es, sorteios e brindes de toda natureza.<br />
<br />
Assemelha-se &agrave;s bondades de fim de ano. &Eacute; um festival de gente querendo salvar o mundo, mas sempre na dire&ccedil;&atilde;o do bolso alheio. At&eacute; compreens&iacute;vel no caso das institui&ccedil;&otilde;es, porque a finalidade delas &eacute; essa.<br />
<br />
Com rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s empresas n&atilde;o deveria ser assim. Quando se compra um telefone o que se pretende, em ess&ecirc;ncia, &eacute; fazer e receber liga&ccedil;&otilde;es; passar e receber mensagens, enfim, uma comunica&ccedil;&atilde;o de imediato com outras pessoas.<br />
N&atilde;o funciona bem naquilo que deveria. Ou falta o sinal do seu celular ou da pessoa para quem voc&ecirc; liga. Mas se supera com ofertas de todo tipo de servi&ccedil;o. Na grande maioria vem com sugest&atilde;o de aceite que as pessoas n&atilde;o percebem e, inadvertidamente, aceitam e os cr&eacute;ditos come&ccedil;am a sumir com as compensa&ccedil;&otilde;es de not&iacute;cias, torpedos e outras &ldquo;vantagens&rdquo;.<br />
<br />
Nada contra as ofertas, mas deveriam ser mais claras quanto &agrave; anu&ecirc;ncia do propriet&aacute;rio, deveriam ter bloqueadores com facilidade de acesso e, principalmente, meios de cancelar com mais clareza e rapidez.&nbsp; &Eacute; um deus nos acuda para desfazer algum desses servi&ccedil;os que a pessoa adquire pela pressa e sem nem saber o que est&aacute; aceitando.<br />
<br />
Al&eacute;m de ser necess&aacute;rio um maior controle por parte das pr&oacute;prias operadoras&nbsp; e da Ag&ecirc;ncia Reguladora, as autoridades deveriam intensificar uma fiscaliza&ccedil;&atilde;o maior e punir os abusos que se tornaram invasivos e insuport&aacute;veis nos &uacute;ltimos tempos.<br />
<br />
<em><strong>Pedro Cardoso da Cost</strong></em>a &ndash; Interlagos/SP<br />
&nbsp;&nbsp; Bacharel em direito</span>

Comentários pelo Facebook: