Seet
Sobral – 300×100

Kátia Abreu pedirá intervenção no PMDB após Junior Coimbra quebrar acordo com "Autênticos"

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
A senadora peemedebista, K&aacute;tia Abreu, cumprir&aacute; sua palavra e j&aacute; est&aacute; preparando um pedido de interven&ccedil;&atilde;o no Diret&oacute;rio Regional do PMDB do Tocantins. A medida &eacute; uma rea&ccedil;&atilde;o &agrave; quebra de um acordo realizado com Junior Coimbra que decidiu retomar antecipadamente a presid&ecirc;ncia do partido, atropelando acordo registrado em ata pela Executiva Nacional do partido.<br />
<br />
Outra situa&ccedil;&atilde;o que provocou revolta na senadora &eacute; que Coimbra afirmou a Marcelo Miranda que n&atilde;o dar&aacute; &ldquo;legenda para a senadora disputar reelei&ccedil;&atilde;o&rdquo;.<br />
<br />
Em abril, a senadora disse que havia um acordo para que a presid&ecirc;ncia do partido ficasse com Leomar Quintanilha e que este n&atilde;o poderia ser quebrado pelo PMDB regional. Perguntado sobre um poss&iacute;vel retorno imediato do deputado Junior Coimbra &agrave; presid&ecirc;ncia do partido ela foi incisiva na &eacute;poca. <em>&ldquo;Se ele insistir em voltar, se ele quiser voltar na marra para a presid&ecirc;ncia caber&aacute; a n&oacute;s fazermos o que &eacute; leg&iacute;timo: pedir a interven&ccedil;&atilde;o</em>&rdquo;.<br />
<br />
Na &eacute;poca, o ent&atilde;o presidente do PMDB, Leomar Quintanilha, lembrou que o acordo feito com Coimbra tinha o entendimento com a Executiva Nacional e afirmou ainda que desconhecia algum entendimento com a pr&oacute;pria nacional para que o deputado federal retornasse &agrave; presid&ecirc;ncia do PMDB no Tocantins.<br />
<br />
<u><strong>Surpresa</strong></u><br />
<br />
Para Leomar Quintanilha (PMDB), o retorno de Junior Coimbra n&atilde;o era esperado j&aacute; que sequer informou sua inten&ccedil;&atilde;o de retornar e nem fez a comunica&ccedil;&atilde;o oficial ao presidente nacional, Valdir Raupp.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Para retomar o comando do partido, Coimbra fez uma reuni&atilde;o apenas com seus aliados e lavrou uma ata, que apresentou ao TRE para suspender a senha que d&aacute; acesso ao cadastro de diret&oacute;rios e comiss&otilde;es, que havia sido criada pela assessoria de Leomar.<br />
<br />
<u><strong>Os motivos de Coimbra</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Segundos informa&ccedil;&otilde;es, a retomada do partido por Coimbra &eacute; uma forma de dar cumprimento aos seus acordos com o Pal&aacute;cio Araguaia. Para inviabilizar a candidatura de K&aacute;tia Abreu, o deputado federal teria a garantia de aprova&ccedil;&atilde;o, pelo TCE, de suas contas referentes ao per&iacute;odo em que foi presidente da Assembleia.</span>

Comentários pelo Facebook: