Seet
Sobral – 300×100

Nacional intervém no PMDB e retira Junior Coimbra da presidência; deputado estaria articulado com Siqueira

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
O racha no PMDB do Tocantins foi parar mais uma vez em Bras&iacute;lia (DF), s&oacute; que desta vez a solu&ccedil;&atilde;o tomada foi mais en&eacute;rgica. Nesta quarta-feira (18), a Executiva Nacional do PMDB decretou interven&ccedil;&atilde;o no diret&oacute;rio estadual do Tocantins. O objetivo &eacute; tirar o deputado federal J&uacute;nior Coimbra da presid&ecirc;ncia e garantir a candidatura do ex-governador Marcelo Miranda nas elei&ccedil;&otilde;es de outubro deste ano.<br />
<br />
O l&iacute;der do PMDB na C&acirc;mara, deputado Eduardo Cunha (RJ), que ontem estava contra a interven&ccedil;&atilde;o, hoje assinou a favor da medida. Segundo pessoas presentes na reuni&atilde;o da Executiva, primeiro se tentou um acordo com Coimbra, mas ele n&atilde;o aceitou sair da disputa pela candidatura ao Governo do Estado. Diante da sua negativa, o pr&oacute;prio Eduardo Cunha aceitou a interven&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Agora foi criada uma comiss&atilde;o de interven&ccedil;&atilde;o, e a conven&ccedil;&atilde;o que aconteceria no dia 24 deste m&ecirc;s foi adiada para o dia 30. O senador Waldemir Moka (MS) &eacute; um dos integrantes da comiss&atilde;o interventora.<br />
<br />
Os advers&aacute;rios de J&uacute;nior Coimbra dizem que ele e seu grupo estavam articulados com Siqueira Campos, para inviabilizar a candidatura de Marcelo Miranda. <em>&quot;Ele negociou, mas n&atilde;o vai entregar o PMDB&quot;</em>, disse.&nbsp;<br />
<br />
O grupo interventor tamb&eacute;m quer garantir a candidatura da senadora K&aacute;tia Abreu para o Senado.<br />
<br />
Com a interven&ccedil;&atilde;o, ser&atilde;o frustrados os planos de Junior Coimbra e Dito do Posto serem os candidatos ao governo e Senado, respectivamente. Os &quot;Aut&ecirc;nticos&quot; comemoram. &nbsp;</span>

Comentários pelo Facebook: