Seet
Sobral – 300×100

Homem sobrevive a descarga elétrica de 30 mil volts e recebe alta após 48 dias de tratamento

admin -

<span style="font-size:14px;">Homem sobrevive ap&oacute;s receber descarga el&eacute;trica de alta tens&atilde;o de mais de 30 mil volts, foi socorrido e levado para Pronto Socorro do HGP &ndash; Hospital Geral de Palmas. No hospital constatou-se que o paciente havia sofrido queimaduras de terceiro grau, e imediatamente&nbsp; iniciou o tratamento intensivo devido &agrave; gravidade o qual o caso requeria. O tratamento do paciente Darley Evangelista Sampaio teve a dura&ccedil;&atilde;o de 43 dias, e no &uacute;ltimo dia 24, ele recebeu alta hospitalar ap&oacute;s melhoras.<br />
<br />
De acordo com o aposentado Francisco Tarciso, que &eacute; pai de Darley Evangelista Sampaio de Sousa Sampaio, o fato de o seu filho sobreviver &eacute; praticamente um milagre e gra&ccedil;as ao tratamento recebido no HGP favoreceu para recupera&ccedil;&atilde;o. O pai procurou a administra&ccedil;&atilde;o do HGP, para relatar a hist&oacute;ria que motivou a interna&ccedil;&atilde;o do seu filho no hospital, e na oportunidade agradeceu e elogiou o atendimento recebido.<br />
<br />
Segundo o senhor Francisco expor a hist&oacute;ria de seu filho &eacute; uma forma de reconhecimento do trabalho desempenhado por toda equipe da institui&ccedil;&atilde;o hospitalar. <em>&ldquo;Meu filho foi v&iacute;tima de choque el&eacute;trico decorrente de um cabo de alta tens&atilde;o, foi trazido para o HGP, onde recebeu todo o tratamento necess&aacute;rio, recuperou-se e j&aacute; recebeu alta hospitalar&rdquo;</em>, explica.<br />
<br />
O acompanhante, conta que se deslocou de Campinas, no Estado de S&atilde;o Paulo, para vir cuidar do filho, que passou 43 dias internado no HGP, dentre estes uma semana na UTI- Unidade de Terapia Intensiva, para tratar as queimaduras de terceiro grau ocasionadas pela descarga el&eacute;trica recebida. <em>&quot;Ele foi muito bem atendido durante o per&iacute;odo de interna&ccedil;&atilde;o, e continuamos aqui mesmo tendo a op&ccedil;&atilde;o de ir para um hospital particular. Para n&oacute;s o hospital &eacute; bom, pois conhecemos a realidade de outros p&uacute;blicos pelo pa&iacute;s, e aqui o HGP tem tudo e isso inclui os cuidados necess&aacute;rios para com o paciente e principalmente o tratamento ofertado ao meu filho que teve a vida salva. Tenho mais &eacute; que agradecer esse hospital&rdquo;</em>, finaliza.<br />
<br />
A diretora Cleide Justy, disse que receber familiares e pacientes agradecidos pelo atendimento traz sempre um sentimento de gratifica&ccedil;&atilde;o em saber que mais uma vez o hospital cumpriu o seu dever. <em>&ldquo;Sinto-me feliz, principalmente porque atrav&eacute;s de comportamentos assim nos certificamos que estamos caminhando na dire&ccedil;&atilde;o certa do crescimento e de melhorar nosso atendimento, e ouvir esses relatos nos revitaliza&rdquo;</em>, destaca.</span>

Comentários pelo Facebook: