Seet
Sobral – 300×100

Interventores do PMDB não homologam candidatura de Elenil da Penha a deputado estadual

admin -

<u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">O principal nome do PMDB de Aragua&iacute;na (TO) na corrida por uma vaga de deputado estadual, Elenil da Penha, ficar&aacute; fora da disputa nas elei&ccedil;&otilde;es de outubro. Isso porque seu nome n&atilde;o foi homologado pela Comiss&atilde;o Interventora que tirou o deputado federal Junior Coimbra da presid&ecirc;ncia e assumiu a dire&ccedil;&atilde;o para garantir as candidaturas de Marcelo Miranda e K&aacute;tia Abreu, ao Governo e ao Senado, respectivamente.&nbsp; A conven&ccedil;&atilde;o aconteceu no s&aacute;bado (28) e escolheu por unanimidade a chapa de Marcelo, enquanto a de Junior Coimbra n&atilde;o obteve nenhum voto.<br />
<br />
Conforme explicou Ant&ocirc;nio P&aacute;dua, pemedebista ligado ao grupo de Marcelo, Elenil da Penha n&atilde;o ser&aacute; candidato em virtude de estar inscrito na chapa que n&atilde;o recebeu nenhum voto [a de Junior Coimbra]. <em>&ldquo;Foram registradas duas chapas. Uma foi escolhida por unanimidade e a outra n&atilde;o recebeu nenhum voto. Se a chapa de Junior Coimbra tivesse obtido votos, os candidatos seriam escolhidos proporcionalmente entre as duas. &Eacute; um risco que se corre quando se inscreve mais de uma chapa, por isso que &eacute; importante ir para a conven&ccedil;&atilde;o com a chapa j&aacute; definida&rdquo;</em>, explicou P&aacute;dua.<br />
<br />
Nessa situa&ccedil;&atilde;o, al&eacute;m de Elenil da Penha, outros pr&eacute;-candidatos que estavam na chapa de Junior Coimbra tamb&eacute;m devem ficar fora do processo eleitoral. Nem mesmo o pr&oacute;prio Coimbra e o deputado Jos&eacute; Augusto Pugliese ter&atilde;o espa&ccedil;o para concorrer este ano.<br />
<br />
A comiss&atilde;o interventora,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">presidida pelo senador Waldemir Moka (Mato Grosso do Sul),</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;homologou apenas as candidaturas de Osvaldo Reis, Leomar Quintanilha, Dulce Miranda, Josi Nunes e&nbsp;Carlos Gaguim para deputado federal, e outros 28 nomes a deputado estadual.<br />
<br />
<u><strong>Elenil da Penha</strong></u><br />
<br />
Elenil j&aacute; foi vereador em Aragua&iacute;na por quatro mandatos, presidente da C&acirc;mara por tr&ecirc;s vezes consecutivas e obteve 10.736 votos nas elei&ccedil;&otilde;es de 2010, ficando como terceiro suplente. Atualmente exercia o cargo de secret&aacute;rio Municipal de Habita&ccedil;&atilde;o, mas afastou-se no prazo legal para disputar as elei&ccedil;&otilde;es deste ano.&nbsp;<br />
<br />
Muito empenhado na sua pr&eacute;-campanha, Elenil conta com o apoio do prefeito e vice de Aragua&iacute;na, de dois vereadores, suplentes, prefeitos e diversas lideran&ccedil;as na regi&atilde;o. Recentemente chegou tamb&eacute;m a exercer mandato na Assembleia Legislativa por quase 30 dias.&nbsp;<br />
<br />
Caso a situa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o seja revertida, Aragua&iacute;na n&atilde;o ter&aacute; nenhum candidato a deputado estadual pelo PMDB.<br />
<br />
A reportagem n&atilde;o conseguiu falar com Elenil para comentar o assunto.</span>

Comentários pelo Facebook: