Quase 36 mil exames são realizados só no primeiro semestre com carretas da ‘Saúde da Mulher’

admin -

<span style="font-size:14px;">Com as carretas do programa &lsquo;Sa&uacute;de Cidad&atilde;, Sa&uacute;de da Mulher&rsquo; foram realizados 35.916 exames em 52 munic&iacute;pios tocantinenses somente nos primeiros seis meses deste ano. O programa funciona com tr&ecirc;s carretas, que fazem atendimento de norte a sul do Estado, levando assist&ecirc;ncia &agrave; sa&uacute;de da mulher com a oferta de mamografia, ultrassonografia e exame preventivo do colo do &uacute;tero. Desde que se iniciaram os atendimentos, em 2013, as carretas do programa &lsquo;Sa&uacute;de Cidad&atilde;, Sa&uacute;de da Mulher&rsquo; j&aacute; passaram por 94 munic&iacute;pios, sendo que destes, em quatro as equipes j&aacute; est&atilde;o retornado para a segunda edi&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Conforme a t&eacute;cnica de Supervis&atilde;o de Controle Oncol&oacute;gico e Fatores de Risco da Secretaria de Estado da Sa&uacute;de (Sesau), Maria Rita Cabral, as carretas s&atilde;o usadas para somar com iniciativas j&aacute; trabalhadas pelo governo do Estado e t&ecirc;m a finalidade de rastrear o c&acirc;ncer, permitindo assim tratamento e cura para as mulheres tocantinenses. <em>&ldquo;Somente de janeiro at&eacute; 20 de junho, n&oacute;s j&aacute; realizamos quase 36 mil exames nas tr&ecirc;s carretas. Praticamente, o Tocantins j&aacute; duplicou o n&uacute;mero de exames realizados de 2012 a in&iacute;cio de 2013, tanto PCCU (preventivo de colo de &uacute;tero) quanto &agrave; mamografia. Com certeza essa iniciativa fez diferen&ccedil;a na vida de algumas pessoas que j&aacute; est&atilde;o em tratamento buscando a cura e qualidade de vida elevada&rdquo;</em>, afirma.<br />
<br />
A faixa-et&aacute;ria para realiza&ccedil;&atilde;o de mamografia &eacute; de 45 a 69 anos. O exame preventivo do colo de &uacute;tero tem como foco atender mulheres de 25 a 64 anos. No Tocantins, h&aacute; 84.189 mulheres com idade de 50 a 69 anos e coama, a proposta &eacute; realizar exames de mamografia em 42.095, um ter&ccedil;o do total. J&aacute; a meta de realiza&ccedil;&atilde;o do exame preventivo de colo de &uacute;tero de atingir 107.095 pacientes.&nbsp; O ultrassom n&atilde;o tem meta espec&iacute;fica, pois quem define a necessidade de se fazer o exame &eacute; a equipe de sa&uacute;de respons&aacute;vel pela carreta.<br />
<br />
A secret&aacute;ria de Sa&uacute;de do Munic&iacute;pio de Colinas, Aldilene Fagundes, &eacute; uma das que solicitou a presen&ccedil;a da carreta em sua cidade. Ela contou que alguns dos exames j&aacute; s&atilde;o realizados no munic&iacute;pio, mas que a presen&ccedil;a da carreta &eacute; uma estrat&eacute;gia para atrair as mulheres para realizarem os exames. <em>&ldquo;Muitas mulheres n&atilde;o fazem os exames, pois trabalham, t&ecirc;m os afazeres dom&eacute;sticos e n&atilde;o encontram tempo. Com a chegada da carreta em Colinas, pretendemos atrair essas mulheres para estarem em dia com a sa&uacute;de&rdquo;</em>. Em Colinas, a equipe que comp&otilde;e uma das carretas vai&nbsp; atender as mulheres entre os dias 28 deste m&ecirc;s e 29 de agosto, com meta de fazer a mamografia em 983 mulheres, al&eacute;m 2.481 exames preventivos de colo de &uacute;tero.</span>

Comentários pelo Facebook: