Sobral – 300×100
Seet

Servidores públicos fazem mais uma manifestação em Araguaína e aguardam resposta do prefeito

admin -

<span style="font-size:14px;">Servidores do Quadro Geral, da Sa&uacute;de e do Servi&ccedil;o de Atendimento M&oacute;vel (Samu), que est&atilde;o em estado de greve desde o dia 2 de junho, fizeram mais uma manifesta&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica em Aragua&iacute;na nesta ter&ccedil;a-feira (8) em frente a sede da prefeitura.<br />
<br />
De acordo com o Sindicato dos Servidores P&uacute;blicos (SISEPAR), desde o in&iacute;cio do movimento est&atilde;o funcionando parcialmente apenas os servi&ccedil;os de urg&ecirc;ncia e emerg&ecirc;ncia. No Samu, por exemplo, somente 30% do efetivo permanece em atividade.&nbsp;<br />
<br />
Os profissionais reclamam que o prefeito Ronaldo Dimas ainda n&atilde;o quis discutir as reivindica&ccedil;&otilde;es. Dentre elas est&atilde;o o pagamento do retroativo da data-base, retorno da insalubridade e periculosidade de 30% aos vigilantes, repasse dos incentivos financeiros para t&eacute;cnicos e condutores do Samu, aumento piso salarial dos agentes de sa&uacute;de e melhores condi&ccedil;&otilde;es de trabalho para as categorias.<br />
<br />
As categorias cobram ainda a conclus&atilde;o da elabora&ccedil;&atilde;o do Plano de Cargos, Carreiras e Subs&iacute;dios (PCCS). <em>&ldquo;Isso trar&aacute; maior seguran&ccedil;a ao servidor. Dentro dele teremos progress&atilde;o, insalubridade, adicional noturno e adicional de periculosidade, al&eacute;m de conter a data-base que &eacute; tamb&eacute;m de suma import&acirc;ncia para o servidor&rdquo;</em>, explicou o Secret&aacute;rio Geral do Sindicato dos Farmac&ecirc;uticos, Ygor Saraiva.&nbsp;<br />
<br />
Em nota, a Prefeitura de Aragua&iacute;na disse que houve uma reuni&atilde;o, na manh&atilde; de ontem (8), entre representantes do movimento grevista e o secret&aacute;rio de Administra&ccedil;&atilde;o, Nahim Halum, e adiantou que &quot;as reivindica&ccedil;&otilde;es ser&atilde;o apresentadas ao prefeito Ronaldo Dimas&quot;.<br />
<br />
O prefeito j&aacute; encaminhou &agrave; C&acirc;mara Municipal o Projeto de Lei n&ordm; 004/2014 que concede reajuste salarial de 5,3% ao funcionalismo p&uacute;blico, mas a mat&eacute;ria foi retirada de pauta ap&oacute;s manifesta&ccedil;&atilde;o e pedido dos servidores. Conforme o projeto, o reajuste ser&aacute; pago em duas vezes: 3,3% em agosto e 2% em outubro.</span>

Comentários pelo Facebook: