Alunos da UFT de Araguaína conquistam 3º lugar em prêmio de Física do ITA

admin -

<span style="font-size:14px;">Alunos do Curso de F&iacute;sica da Universidade Federal do Tocantins (UFT) bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Inicia&ccedil;&atilde;o &agrave; Doc&ecirc;ncia (Pibid – F&iacute;sica) no C&acirc;mpus de Aragua&iacute;na conquistaram o terceiro lugar no IX Encontro de F&iacute;sica do Instituto Tecnol&oacute;gico de Aeron&aacute;utica (Efita). No evento realizado de 15 a 18 de julho em S&atilde;o Jos&eacute; dos Campos/SP, Cleiton Malvessi e Ana Paula Basto apresentaram trabalho sobre <em>&quot;A Utiliza&ccedil;&atilde;o do arduino para ensinar a f&iacute;sica do eletromagnetismo</em>&quot; e concorreram com alunos de renomadas institui&ccedil;&otilde;es do pa&iacute;s.<br />
<br />
Arduinos s&atilde;o plataformas eletr&ocirc;nicas de hardware livre que permitem o desenvolvimento de objetos interativos. Em parceria com o Laborat&oacute;rio de Pesquisa em Materiais para Aplica&ccedil;&otilde;es em Dispositivos Eletr&ocirc;nicos (Labmade) e o Laborat&oacute;rio Interativo Digital (Labid) da UFT, os autores do projeto utilizaram uma dessas plataformas para criar um dispositivo que demonstra o funcionamento de circuitos el&eacute;tricos. O experimento serviu como suporte did&aacute;tico para aulas de F&iacute;sica em uma escola de Aragua&iacute;na onde os bolsistas atuam pelo Pibid.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/unnamed.png" style="width: 475px; height: 227px;" /><br />
<em>&quot;Os alunos das escolas s&atilde;o muito receptivos a esse tipo de experimento&quot;</em> comenta um dos coordenadores do Pibid-F&iacute;sica, Matheus Lobo.<em> &quot;Este &eacute; um projeto incipiente com muitas outras perspectivas, j&aacute; que o arduino &eacute; uma plataforma muito vers&aacute;til&quot;</em>, acrescenta o professor.<br />
<br />
A expectativa &eacute; que o projeto premiado possa servir de inspira&ccedil;&atilde;o e motiva&ccedil;&atilde;o para outros projetos de inova&ccedil;&atilde;o tecnol&oacute;gica com foco no ensino, e tamb&eacute;m contribua para aumentar o interesse dos estudantes do Ensino M&eacute;dio pela F&iacute;sica como ci&ecirc;ncia. <em>&quot;Esperamos despertar essa curiosidade para atrair mais alunos para o nosso Curso de F&iacute;sica, j&aacute; que faltam professores nesta &aacute;rea para atuar no mercado&quot;</em>, diz Lobo. O Pibid-F&iacute;sica conta atualmente com 28 bolsistas, estudantes da UFT, que atuam em escolas de Aragua&iacute;na.</span>

Comentários pelo Facebook: