Sobral – 300×100
Seet

AL aprova Serviço de Interesse Militar Voluntário no Tocantins para jovens entre 19 e 25 anos

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Ap&oacute;s acalorados debates, foi aprovado, na noite desta quarta-feira, dia 19, um projeto de autoria do governo que institui o Servi&ccedil;o de Interesse Militar Volunt&aacute;rio (SIMV) na PM. Segundo o Executivo, o SIMV ser&aacute; destinado &agrave; forma&ccedil;&atilde;o e &agrave; execu&ccedil;&atilde;o das atividades desenvolvidas sob a orienta&ccedil;&atilde;o da PM.<br />
<br />
Ser&atilde;o aproveitados os reservistas das For&ccedil;as Armadas, inclusive os dispensados, no caso da exist&ecirc;ncia de vagas no processo de aproveitamento. Os candidatos selecionados ser&atilde;o contratados em car&aacute;ter tempor&aacute;rio para atender ao Quadro da Pol&iacute;cia Militar devido &agrave; falta de soldados no escal&atilde;o inferior da corpora&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Entretanto, deputados da oposi&ccedil;&atilde;o, como Sargento Arag&atilde;o (PPS) e Eli Borges (PMDB), alegam que a ideia &eacute; preocupante porque, segundo eles, autoriza &ldquo;pessoas despreparadas&rdquo; a atuarem nas ruas sem treinamento ou experi&ecirc;ncia. A mat&eacute;ria foi aprovada com os votos contr&aacute;rios dos deputados Sargento Arag&atilde;o (PPS), Eli Borges (PMDB), Josi Nunes (PMDB) e Solange Duailibe (PT). O parlamentar Z&eacute; Roberto (PT) se absteve de votar o projeto.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">&ldquo;Lamento a aprova&ccedil;&atilde;o dessa mat&eacute;ria, mas infelizmente o que parece &eacute; que agradar ao Executivo e aprovar os projetos da forma que eles chegam na Assembleia &eacute; o objetivo dos parlamentares governistas&rdquo;, destacou o deputado estadual Sargento Arag&atilde;o (PPS) ao votar contr&aacute;rio ao projeto que institui o Servi&ccedil;o de Interesse Militar Volunt&aacute;rio.&nbsp;<br />
<br />
O projeto &eacute; voltado para jovens de 19 a 25 anos para desempenharem atividades compat&iacute;veis com a de gradua&ccedil;&atilde;o de soldado da Pol&iacute;cia Militar e receberem para isso dois sal&aacute;rios m&iacute;nimos. &ldquo;V&atilde;o colocar pessoas nas ruas sem capacita&ccedil;&atilde;o para tal fun&ccedil;&atilde;o, &eacute; uma irresponsabilidade e a Assembleia Legislativa tamb&eacute;m &eacute; respons&aacute;vel pelos danos que essa medida possa causar&rdquo;, destacou Arag&atilde;o.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Tamb&eacute;m foi autorizada pelo Legislativo a cria&ccedil;&atilde;o de mecanismos para a aquisi&ccedil;&atilde;o de novas casas populares no Tocantins, o que vai acontecer por meio de um projeto que disp&otilde;e sobre a ades&atilde;o do Estado ao programa &ldquo;Minha Casa, Minha Vida&rdquo; e ao Sistema Nacional de Habita&ccedil;&atilde;o de Interesse Social.<br />
<br />
Na proposta, fica estabelecido como de responsabilidade do governo o trabalho t&eacute;cnico e social para execu&ccedil;&atilde;o do programa. De acordo com o Executivo, o objetivo dos conv&ecirc;nios e contratos &eacute; promover a constru&ccedil;&atilde;o de moradias para a popula&ccedil;&atilde;o de baixa renda com vistas a reduzir o d&eacute;ficit habitacional.<br />
<br />
Os deputados aprovaram ainda tr&ecirc;s propostas do deputado Jos&eacute; Geraldo (PTB). As mat&eacute;rias instituem o Dia do Trabalhador em entidades esportivas, em 17 de julho, obrigam empresas p&uacute;blicas ou privadas com detectores de metal a fixarem avisos aos portadores de marcapasso e declaram de Utilidade P&uacute;blica Estadual a Associa&ccedil;&atilde;o Dojo de Artes Marciais, em Miracema do Tocantins. (Maisa Medeiros e Glauber Barros)</span></div>

Comentários pelo Facebook: