Moradores pedem ajuda da Defensoria para interditar pista clandestina de motocross

admin -

<span style="font-size:14px;">Para alguns moradores de Taquaru&ccedil;u a temporada de tranquilidade est&aacute;&nbsp;suspensa, tudo causada pela instala&ccedil;&atilde;o de uma pista de Motocross bem&nbsp;pr&oacute;xima das resid&ecirc;ncias. Segundo eles, em dias de treinos e&nbsp;competi&ccedil;&otilde;es &eacute; necess&aacute;rio sair de casa para n&atilde;o ser engolido pela&nbsp;nuvem de poeira e p&oacute; formados pelo vai e vem, sobe e desce das motocicletas<br />
nas montanhas de areia.<br />
<br />
<em>&ldquo;Desde que isso come&ccedil;ou eu n&atilde;o tive paz. E nesse fim de semana, al&eacute;m&nbsp;do barulho, a minha casa inteira ficou tomada pelo p&oacute; fino, foram&nbsp;mais de tr&ecirc;s horas para conseguir tirar por cima a sujeira que ficou&nbsp;por aqui. N&atilde;o sou contra o esporte, s&oacute; acho que aqui n&atilde;o seria o &nbsp;local ideal para a constru&ccedil;&atilde;o dessa pista&rdquo;</em>, comenta E.S.S., morador do distrito e um dos impactados com a pista de MotoCross.<br />
<br />
Outro que reclama da situa&ccedil;&atilde;o &eacute; o aposentando J.A.F., de 72 anos.&nbsp;Segundo ele a pista tem trazido muitos transtornos que v&atilde;o desde a&nbsp;poeira, o barulho das motos, dos carros com som automotivo ligados&nbsp;no &uacute;ltimo volume, consumo de bebidas e ainda o risco que podem&nbsp;proporcionar a pr&oacute;pria vida e a dos outros, pois &eacute; comum a presen&ccedil;a&nbsp;de crian&ccedil;as no local. <em>&ldquo;N&atilde;o bastasse tudo isso eu estou adoentado,&nbsp;fiz cirurgia de glaucoma e catarata e um dos conselhos &eacute; ficar<br />
longe de poeira, mas como posso fazer isso? Todo dia aqui tudo fica&nbsp;coberto por uma fina camada de p&oacute;, minha situa&ccedil;&atilde;o est&aacute; piorando a&nbsp;cada dia e estou correndo o risco de perder totalmente a vis&atilde;o, sem&nbsp;contar o problema que essa situa&ccedil;&atilde;o causa tamb&eacute;m a minha esposa, ela&nbsp;tem problema de coluna e mesmo com fortes dores se v&ecirc; obrigada a<br />
limpar a casa por diversas vezes num s&oacute; dia, assim n&atilde;o d&aacute; para&nbsp;continuar, aqui perto tem muitas pessoas idosas que precisam de paz&nbsp;e sossego e n&atilde;o do que est&aacute; acontecendo por aqui</em>&rdquo;, relatou.<br />
<br />
Ap&oacute;s ouvir os relatos dos assistidos e diante da insist&ecirc;ncia do Munic&iacute;pio em&nbsp;fomentar o desenvolvimento de atividade esportiva clandestina, j&aacute; que as&nbsp;informa&ccedil;&otilde;es prestadas pela Federa&ccedil;&atilde;o de Motociclismo do Estado do Tocantins&nbsp;comprovaram que o evento realizado no &uacute;ltimo dia 26 e 27 de julho n&atilde;o integram&nbsp;o calend&aacute;rio oficial da entidade e sequer atende as exig&ecirc;ncias m&iacute;nimas&nbsp;obrigat&oacute;rias e preconizadas pela Confedera&ccedil;&atilde;o Brasileira de Motociclismo para&nbsp;este tipo de atividade, a Defensoria P&uacute;blica do Tocantins ingressou com uma A&ccedil;&atilde;o Civil P&uacute;blica na Comarca de Palmas, determinando &agrave; Autarquia&nbsp;Fundacional (Fundesportes) e a Associa&ccedil;&atilde;o Tocantinense de Titan Cross&nbsp;- ATTC, que se abstenham de realizar qualquer evento oficial e/ou amador e de&nbsp;igual maneira venham utiliz&aacute;-la para treinos e pr&aacute;ticas de acrobacias a pista&nbsp;de MotoCross alocada &agrave; Rua 08, QD. 51, LT. 06, nas adjac&ecirc;ncias do Gin&aacute;sio de&nbsp;Esportes, Distrito de Taquaru&ccedil;u.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/10354677_815852581781167_6102780527549206142_n.jpg" style="width: 600px; height: 450px;" /></span><br />

Comentários pelo Facebook: