Sandoval diz que em 120 dias viabilizou obras esperadas há 10 anos; "não vou fazer estádio se o povo quer hospitais”

admin -

<span style="font-size:14px;">O governador Sandoval Cardoso, candidato &agrave; reelei&ccedil;&atilde;o pela coliga&ccedil;&atilde;o &ldquo;A mudan&ccedil;a que a gente v&ecirc;&rdquo;, disse nas reuni&otilde;es que participou nos &uacute;ltimos dias pelo interior do Estado, que far&aacute; as obras que o povo quer. <em>&ldquo;N&atilde;o vou fazer est&aacute;dio de futebol se o povo quer hospitais&rdquo;</em>, afirmou.<br />
<br />
Sandoval disse ainda, que em 120 dias de governo destravou financiamentos e viabilizou obras que o Estado espera h&aacute; mais de 10 anos. <em>&ldquo;O Tocantins est&aacute; h&aacute; mais de 10 anos sem ter constru&iacute;do um leito de hospital. N&atilde;o pensaram o Estado para o futuro, n&atilde;o pensaram no crescimento. E agora, eu estou trabalhando, construindo os hospitais de Gurupi e Aragua&iacute;na, dobrando o HGP, reconstruindo o de Augustin&oacute;polis e reformando os hospitais de Porto Nacional e Para&iacute;so. Vamos resolver o problema do presente e deixar o Estado pronto para o futuro</em>&rdquo;, afirmou Sandoval.<br />
<br />
Sandoval afirmou que em suas visitas aos munic&iacute;pios tem ouvido as pessoas e compreendido que &eacute; preciso resolver os problemas mais b&aacute;sicos apontados pelos cidad&atilde;os. <em>&ldquo;Estou entendendo que o povo quer uma invers&atilde;o de prioridades, pois n&atilde;o adianta falarmos em desenvolvimento sem resolver quest&otilde;es b&aacute;sicas para as pessoas. Por isso meu trabalho ser&aacute; focado tamb&eacute;m nos munic&iacute;pios. Nunca o Pal&aacute;cio teve as portas t&atilde;o abertas para a popula&ccedil;&atilde;o e nunca recebeu tanta gente. Entendo que este &eacute; o caminho correto para se governar bem&rdquo;</em>, avaliou.<br />
<br />
Sandoval disse tamb&eacute;m que mudou a forma de fiscalizar e de se fazer estradas no Estado. <em>&ldquo;No meu governo a cada 10 quil&ocirc;metros de terraplagem eu exijo da empresa que fa&ccedil;a pelo menos tr&ecirc;s quil&ocirc;metros de asfalto, s&oacute; ap&oacute;s passar a capa asf&aacute;ltica no primeiro trecho eu autorizo novo trecho, assim a obra vai ficando pronta. Na minha gest&atilde;o n&atilde;o vai acontecer da empresa fazer um trecho grande da obra e n&atilde;o terminar antes das chuvas. Na minha administra&ccedil;&atilde;o, a chuva n&atilde;o vai levar o dinheiro p&uacute;blico e nem vai acontecer como no passado, que estradas foram pagas e recebidas pelo Governo mas o asfalto n&atilde;o chegou&rdquo;</em>, disse.</span>

Comentários pelo Facebook: