Sobral – 300×100
Seet

Publicitário tocantinense muda de vida após conhecer o Triathlon

admin -

<span style="font-size:14px;">Os atletas que participam de provas de nata&ccedil;&atilde;o, ciclismo e corrida carregam consigo, muitas vezes, hist&oacute;rias de supera&ccedil;&atilde;o. O publicit&aacute;rio Rafael Felipe Ribeiro de Souza, do Tocantins, &eacute; um exemplo disso. O triatleta est&aacute; inscrito na categoria contra-rel&oacute;gio da etapa Palmas do Circuito Nacional Sesc Triathlon, que acontecer&aacute; no dia 17 de agosto.<br />
<br />
A hist&oacute;ria de Rafael no universo do Triathlon come&ccedil;a com uma les&atilde;o no joelho, que o fez ficar sem andar por dois anos. &ldquo;Tive que passar por seis cirurgias, tive embolia pulmonar e ganhei 26 quilos&rdquo;, conta o publicit&aacute;rio. Quando recuperou os movimentos das pernas, Rafael foi assistir, a convite de um amigo, o Ironman Brasil 2007 (maior evento de Triathlon). &ldquo;At&eacute; ent&atilde;o, eu n&atilde;o tinha nenhum contato com este tipo de esporte e, chegando l&aacute;, foi amor &agrave; primeira vista. &Eacute; imposs&iacute;vel assistir a uma prova dessas e n&atilde;o querer come&ccedil;ar a treinar no outro dia&rdquo;, explica.<br />
<br />
A primeira participa&ccedil;&atilde;o do atleta em competi&ccedil;&otilde;es de Triathlon foi em 2010 e, desde ent&atilde;o, ele mudou sua rotina e estilo de vida para continuar praticando o esporte. No &aacute;pice dos treinos, Rafael participou do Ironman Floripa 2012 e da prova meio Ironman. Apesar de ter sofrido algumas les&otilde;es ap&oacute;s estas competi&ccedil;&otilde;es e ter reduzido o ritmo de treinos, o triatleta ainda pratica os exerc&iacute;cios toda semana. &ldquo;Foi tudo muito tenso, mas me fez bem no fim das contas&rdquo;, conclui o triatleta.<br />
<br />
<u><strong>Triathlon</strong></u><br />
<br />
Esta &eacute; a primeira vez que o Tocantins sedia uma etapa do Sesc Triathlon. O Circuito Nacional proporciona aos atletas profissionais e amadores uma prova de elevada qualidade t&eacute;cnica, sem deixar de lado o companheirismo e a integra&ccedil;&atilde;o do esporte.<br />
<br />
As competi&ccedil;&otilde;es favorecem a inclus&atilde;o de triatletas iniciantes e com defici&ecirc;ncias, al&eacute;m de contar com a participa&ccedil;&atilde;o da comunidade. &ldquo;Este ser&aacute; um evento democr&aacute;tico, que contempla diversos perfis de atletas, do iniciante ao PCD (Pessoa Com Defici&ecirc;ncia). Queremos que este seja o maior evento esportivo do Estado, no sentido estrutural, e vamos trabalhar muito para que nosso desejo se realize&rdquo;, assegura o coordenador de Esportes Henrique Miola.<br />
<br />
Ap&oacute;s a etapa tocantinense, o Circuito segue para Salvador (BA), Fortaleza (CE) e Tramanda&iacute; (RS). Em Palmas, os interessados poder&atilde;o se inscrever em uma das nove categorias: Elite, Amador Ol&iacute;mpico, Amador Short, Equipe Revezamento Comerci&aacute;rio/Dependente, Equipe Revezamento Aberto, PCD (Pessoa com Defici&ecirc;ncia), Contra-rel&oacute;gio, Mountain Bike e Comerci&aacute;rio/Dependente.<br />
<br />
As inscri&ccedil;&otilde;es devem ser feitas at&eacute; o dia 8 de agosto. O investimento varia entre R$ 50 a R$ 150, al&eacute;m das categorias isentas (PCD e acima de 60 anos). As provas ser&atilde;o realizadas na Praia da Graciosa. Ao todo, o Sesc premiar&aacute; com o total de R$ 78 mil.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Informa&ccedil;&otilde;es: (63) 3219-9131 | 9163</span>

Comentários pelo Facebook: