Ataídes e Sandoval já gastaram R$ 2,6 milhões em poucos dias; despesas superam receitas

admin -

<span style="font-size:14px;">A Justi&ccedil;a Eleitoral divulgou nesta quinta-feira (7) os demonstrativos enviados pelos comit&ecirc;s dos candidatos, coliga&ccedil;&otilde;es e partidos pol&iacute;ticos com a primeira parcial da presta&ccedil;&atilde;o de contas de campanha. No Tocantins, os candidatos ao governo Ata&iacute;des Oliveira (PROS) e Sandoval Cardoso (SD) gastaram mais do que arrecadaram, individualmente, at&eacute; o momento. Marcelo Miranda (PMDB) tem saldo zerado descriminado na primeira parcial. Carlos Potengy (PCB) apresentou parcial sem lan&ccedil;amento de receitas ou despesas. As informa&ccedil;&otilde;es est&atilde;o dispon&iacute;veis no servi&ccedil;o de presta&ccedil;&atilde;o de contas eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).<br />
<br />
<u><strong>Receitas e despesas</strong></u><br />
<br />
Com maior saldo negativo, o governador Sandoval Cardoso (SD), da coliga&ccedil;&atilde;o A mudan&ccedil;a que a gente v&ecirc;, apresentou arrecada&ccedil;&atilde;o individual at&eacute; o momento de R$ 262.538,00, em doa&ccedil;&otilde;es feitas para sua candidatura, e declarou despesas de R$ 1.071.653,66. O resultado de seu balan&ccedil;o de gastos de campanha apresenta d&eacute;ficit de R$ 809.115,66.<br />
<br />
J&aacute; o senador Ata&iacute;des Oliveira, da coliga&ccedil;&atilde;o Reage Tocantins, enviou declara&ccedil;&atilde;o parcial &agrave; Justi&ccedil;a Eleitoral apresentando receita de R$ 1.440.333,34 arrecadados individualmente para sua candidatura. Em gastos declarados at&eacute; o momento, o candidato apontou o valor de R$ 1.516.682,94 em pagamentos realizados. O saldo negativo no caso de Ata&iacute;des &eacute; de R$ 76.349,60.<br />
<br />
O ex-governador Marcelo Miranda da coliga&ccedil;&atilde;o A experi&ecirc;ncia faz a mudan&ccedil;a apontou nos documentos fiscais apresentados como presta&ccedil;&atilde;o de contas parcial o valor de R$ 50.000 como receitas provenientes de doa&ccedil;&atilde;o. Entretanto, na descrimina&ccedil;&atilde;o de despesa, o candidato tamb&eacute;m declarou o mesmo valor em gastos classificados como &ldquo;baixa de recursos estim&aacute;veis em dinheiro&rdquo;, com isso o saldo de campanha individual, at&eacute; o momento, ficou zerado.<br />
<br />
J&aacute; a presta&ccedil;&atilde;o de contas final deve ser entregue at&eacute; o dia 4 de novembro, 30 dias ap&oacute;s as elei&ccedil;&otilde;es. Para os candidatos que concorrerem ao segundo turno, a presta&ccedil;&atilde;o de contas referente aos dois turnos dever&aacute; ser entregue at&eacute; o dia 25 de novembro.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/image%20(1).jpg" style="width: 620px; height: 223px;" /><br />
<em>(Fonte: Jornal do Tocantins)</em></span>

Comentários pelo Facebook: