Araguaína está pronta para se tornar uma cidade digital

admin -

<span style="font-size:14px;">O secret&aacute;rio de Planejamento, Meio Ambiente, Ci&ecirc;ncia e Tecnologia Bruno Rangel, anunciou na tarde desta quinta-feira, (14), que Aragua&iacute;na est&aacute; preparada para receber a Rede Metropolitana Digital.&nbsp;O projeto b&aacute;sico e processo licitat&oacute;rio para implanta&ccedil;&atilde;o das c&acirc;meras de v&iacute;deo e monitoramento j&aacute; foram finalizados.<br />
<br />
Agora, segundo o secret&aacute;rio, est&aacute; sendo elaborado pela Prefeitura da cidade o cronograma para aquisi&ccedil;&atilde;o dos equipamentos necess&aacute;rios para implanta&ccedil;&atilde;o da rede de comunica&ccedil;&atilde;o por fibras &oacute;pticas, com capacidade para transmitir dados em alta velocidade.<br />
<br />
A rede h&iacute;brida contempla implanta&ccedil;&atilde;o, suporte, manuten&ccedil;&atilde;o e treinamento, fundamentado no conceito de Cidade Digital, que tem como intuito construir uma infraestrutura de telecomunica&ccedil;&otilde;es que contar&aacute;, al&eacute;m do Sistema de v&iacute;deo monitoramento urbano, a interliga&ccedil;&atilde;o de &Oacute;rg&atilde;os P&uacute;blicos Municipais.<br />
<br />
No in&iacute;cio desta semana foi publicado no Di&aacute;rio Oficial do Munic&iacute;pio a Ata de Registro de Pre&ccedil;os dos equipamentos que ir&atilde;o compor a Rede e que podem ser adquiridos mediante as necessidades.<br />
<br />
A instala&ccedil;&atilde;o da primeira etapa do monitoramento ir&aacute; proporcionar mais seguran&ccedil;a para os moradores e comerciantes de Aragua&iacute;na. <em>&ldquo;O projeto foi institu&iacute;do com a inten&ccedil;&atilde;o de reduzir os n&uacute;meros de criminalidade no munic&iacute;pio, e, consequentemente, proporcionar mais seguran&ccedil;a aos cidad&atilde;os da cidade, que est&aacute; se enquadrando no novo processo digital adotado com sucesso por muitas cidades do pa&iacute;s&rdquo;</em>, lembrou o secret&aacute;rio.<br />
<br />
<u><strong>Pontos</strong></u><br />
<br />
Os pontos de monitoramento foram definidos e mapeados conforme levantamento e recomenda&ccedil;&otilde;es da Pol&iacute;cia Militar, como locais com bastante movimenta&ccedil;&atilde;o de pessoas, grande fluxo de ve&iacute;culos, com&eacute;rcios e institui&ccedil;&otilde;es banc&aacute;rias, com a finalidade de monitorar o tr&acirc;nsito.<br />
<br />
<em>&ldquo;Ap&oacute;s instalar as c&acirc;meras e aparelhar a sede da PM, que ser&aacute; a institui&ccedil;&atilde;o respons&aacute;vel por gerenciar a sala do Sistema de V&iacute;deo monitoramento Urbano, haver&aacute; a possibilidade tamb&eacute;m de gravar as imagens capturadas pelas lentes das c&acirc;meras nos monitores de LCD e computadores&rdquo;</em>, explicou o secret&aacute;rio Bruno Rangel.<br />
<br />
A Avenida C&ocirc;nego Jo&atilde;o Lima, entradas e sa&iacute;das da cidade e &aacute;reas onde h&aacute; maior &iacute;ndice de crimes, ser&atilde;o os locais onde as c&acirc;meras fixas e m&oacute;veis ser&atilde;o instaladas nesta primeira etapa.<br />
<br />
O secret&aacute;rio acredita tamb&eacute;m que a localiza&ccedil;&atilde;o dos equipamentos ir&aacute; facilitar o monitoramento de muitas &aacute;reas no interior da cidade.<br />
<br />
A inten&ccedil;&atilde;o do projeto n&atilde;o &eacute; apenas colocar c&acirc;meras em pontos estrat&eacute;gicos da cidade, mas agregar ao projeto a seguran&ccedil;a de que ele ter&aacute; continuidade nas futuras gest&otilde;es.<br />
<br />
De acordo com o analista de sistemas da prefeitura, Eduardo Soares, &ldquo;o projeto auxiliar&aacute; a Pol&iacute;cia Militar no resgate de imagens de crimes na cidade, fortalecendo os relatos da import&acirc;ncia do sistema j&aacute; implantado em outras cidades do Brasil&rdquo;. Finalizou.<br />
<br />
<u><strong>C&acirc;meras com Reconhecimento Autom&aacute;tico de Placas</strong></u><br />
<br />
C&acirc;meras de &uacute;ltima gera&ccedil;&atilde;o e com alta capacidade de defini&ccedil;&atilde;o ser&atilde;o adquiridas para implanta&ccedil;&atilde;o da primeira etapa do sistema de monitoramento.&nbsp;Al&eacute;m disso, haver&aacute; tamb&eacute;m receptores capazes de capturar e identificar placas de ve&iacute;culos, em pontos de grande fluxo.<br />
<br />
Contar&aacute; tamb&eacute;m com o Sistema de Reconhecimento Autom&aacute;tico de Placas, que possibilita, junto ao sistema geral do Detran, a identifica&ccedil;&atilde;o imediata e informa&ccedil;&otilde;es sobre o ve&iacute;culo e seu respectivo propriet&aacute;rio, bem como irregularidade dos ve&iacute;culos.<br />
<br />
O projeto tamb&eacute;m prev&ecirc; a instala&ccedil;&atilde;o de c&acirc;meras com iluminadores infravermelho, recurso da ilumina&ccedil;&atilde;o que permite a visualiza&ccedil;&atilde;o e o registro de imagens no escuro total, dada sua maior sensibilidade da vis&atilde;o noturna, capaz de fornecer imagens verdadeiras, um benef&iacute;cio diferenciado para a resolu&ccedil;&atilde;o de crimes da cidade.<br />
<br />
<u><strong>Recursos</strong></u><br />
<br />
O conv&ecirc;nio &eacute; celebrado entre a Prefeitura de Aragua&iacute;na e o Governo do Tocantins, por meio do Departamento Estadual de Tr&acirc;nsito (Detran/TO) com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econ&ocirc;mico e Social (BNDES), atrav&eacute;s do Programa de Moderniza&ccedil;&atilde;o da Administra&ccedil;&atilde;o Tribut&aacute;ria e da Gest&atilde;o dos Setores Sociais B&aacute;sicos (PMAT).<br />
<br />
Todo o conv&ecirc;nio j&aacute; garantiu R$ 1 milh&atilde;o de apoio ao in&iacute;cio da primeira etapa do projeto.<em> &ldquo;A segunda etapa, deve contemplar espa&ccedil;os de lazer, como pra&ccedil;as p&uacute;blicas e parques, al&eacute;m de possibilitar aos moradores acesso &agrave; internet&rdquo;</em>, finalizou o secret&aacute;rio.</span>

Comentários pelo Facebook: