Sobral – 300×100
Seet

Mostrar o que é bom

admin -

<span style="font-size:14px;">Muitas mentiras de tanto repeti-las ela se tornam verdades. Uma delas &eacute; a de que a cidadania &eacute; exercida pelo voto, sem mencionar que isolado n&atilde;o ajuda muito e a prova s&atilde;o os sucessivos governos ruins. Tamb&eacute;m n&atilde;o se menciona que a principal caracter&iacute;stica de democracia &eacute; a liberdade de escolha, o que n&atilde;o ocorre no Brasil, onde ainda &eacute; obrigat&oacute;rio votar. O politizado Carlinhos Brown &eacute; agora o condutor dessa &ldquo;verdade&rdquo; mentirosa.<br />
<br />
Outra invers&atilde;o da realidade foi se consolidar um pensamento de que tudo que um advers&aacute;rio realiza n&atilde;o serve ao governo da ocasi&atilde;o. Por conta desse racioc&iacute;nio primitivo, nenhum governo d&aacute; seguimento ao trabalho do outro e quando utiliza, uma maquiagem &eacute; feita para parecer ser dele, ou muda de nome.<br />
<br />
N&atilde;o precisa de genialidade para afirmar que as boas iniciativas n&atilde;o s&oacute; deveriam ser mantidas pelos sucessores como copiadas pelos demais. E claro que existem algumas que nunca deveriam ser praticadas.<br />
<br />
Alguns exemplos que deveriam ser seguidos por todos. A cria&ccedil;&atilde;o do cart&atilde;o magn&eacute;tico &ndash; Bilhete &Uacute;nico – para passageiros pela ex-prefeita de S&atilde;o Paulo Marta Suplicy. Agilizou a entrada nos &ocirc;nibus e evitou muitas mortes de cobradores, condutores e at&eacute; de passageiros em assaltos, j&aacute; que o dinheiro praticamente sumiu das gavetas dos coletivos. Quem copiou, acertou; quem ainda n&atilde;o o fez, j&aacute; h&aacute; muito deveria ter aderido.<br />
<br />
As t&atilde;o criticadas bolsas de aux&iacute;lio gerou uma grita s&oacute;. Depois que perceberam o acerto, como em todas as iniciativas, todos passaram a reivindicar a paternidade da crian&ccedil;a. Uns dizem que come&ccedil;ou em Campinas, outros, em Goi&aacute;s. O certo &eacute; que colou como chiclete e nenhum governo consegue mais retirar. &Eacute; preciso apenas criar algumas contrapartidas, pois esse &eacute; seu principal equ&iacute;voco.<br />
<br />
N&atilde;o sei se Paulo Maluf j&aacute; pode sair do Brasil sem o risco de ser preso. Mas criou o cinto de seguran&ccedil;a, inicialmente considerada uma verdadeira aberra&ccedil;&atilde;o, &ldquo;t&iacute;pica de Maluf&rdquo;. Alguns erros de gest&atilde;o n&atilde;o merecem nenhuma compensa&ccedil;&atilde;o, mas se existisse, por essa iniciativa e pelas vidas salvas, Maluf teria uma &ldquo;d&iacute;vida&rdquo; bem menor junto &agrave; sociedade brasileira.<br />
<br />
Jos&eacute; Serra peitou os laborat&oacute;rios farmac&ecirc;uticos e instituiu os rem&eacute;dios gen&eacute;ricos. Em S&atilde;o Paulo, proibiu fumar em lugares fechados e de grande circula&ccedil;&atilde;o de pedestres. E at&eacute; o defenestrado presidente Fernando Collor instituiu de vez no Brasil o seguro-desemprego.<br />
<br />
Pela linha inversa, os alugu&eacute;is de im&oacute;veis e de autom&oacute;veis deveriam ser evitados por todos. Entretanto, tornaram-se a principal farra e meio de coopta&ccedil;&atilde;o de eleitores, especialmente nas prefeituras de cidades pequenas.<br />
<br />
E muitos contratos de preserva&ccedil;&atilde;o, cuja manuten&ccedil;&atilde;o se torna mais cara do que o pr&oacute;prio objeto, bem como de empresas para servirem cafezinho em gabinetes jamais deveriam existir nem ser copiados. Quem pesquisar constatar&aacute; que os gastos de &oacute;rg&atilde;os federais com gar&ccedil;ons dariam para equipar um, ou mais, hospital por m&ecirc;s.<br />
<br />
Diferente do contexto dito por um ministro, n&atilde;o basta mostrar o que &eacute; bom, &eacute; preciso copiar sem maquiagem, culpa ou mudan&ccedil;a de nome.</span><br />
<br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Pedro Cardoso da Costa &ndash; Interlagos/SP</span>

Comentários pelo Facebook: