Seet
Sobral – 300×100

Eduardo Campos é enterrado sob gritos de "guerreiro do povo brasileiro" e 19 minutos de fogos

admin -

<span style="font-size:14px;">Os restos mortais de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e ex-candidato &agrave; Presid&ecirc;ncia da Rep&uacute;blica, foram sepultados no in&iacute;cio da noite deste domingo no Cemit&eacute;rio de Santo Amaro, em Recife. A cerim&ocirc;nia foi realizada sob aplausos da multid&atilde;o, palavras de ordem dos presentes e uma queima de fogos que durou 19 minutos.<br />
<br />
A v&iacute;uva Renata e os filhos, que acompanharam o caix&atilde;o desde a chegada na Base A&eacute;rea do Recife, na madrugada deste domingo, estavam ao lado do jazigo na hora do adeus. Ant&ocirc;nio Campos, irm&atilde;o, Magdalena Arraes, av&oacute;, e Ana Arraes, m&atilde;e, tamb&eacute;m estavam presentes, assim como Marina Silva, que deve ser escolhida para substituir o pol&iacute;tico socialista na chapa do PSB ao Planalto.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Foram os filhos de Campos que capitanearam muitas das manifesta&ccedil;&otilde;es em homenagem ao pai. O mais velho deles, Jo&atilde;o, puxava gritos de guerra como &quot;Eduardo, guerreiro do povo brasileiro&quot;. Eles usavam um chap&eacute;u de palha, marca registrada do governo do bisav&ocirc;, Miguel Arraes. Uma multid&atilde;o acompanhou a cerim&ocirc;nia dentro e fora do cemit&eacute;rio, que foi obrigado a cerrar as portas para evitar a superlota&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Segundo a Pol&iacute;cia Militar, cerca de 160 mil pessoas ocuparam durante todo dia a regi&atilde;o central de Recife para se despedir do ex-governador de Pernambuco. O p&uacute;blico foi maior do que o que compareceu ao enterro de Miguel Arraes, h&aacute; 9 anos. Mais cedo, uma fila com cerca de 3km, que bloqueava mais de cinco quarteir&otilde;es, foi organizada para os que quiserem se aproximarem do caix&atilde;o.<br />
<br />
Por volta das 18h, o corpo do ex-governador deixou o Pal&aacute;cio do Campo das Princesas at&eacute; o cemit&eacute;rio de Santo Amaro, a pouco mais de 2 Km de dist&acirc;ncia. O corpo do fot&oacute;grafo Alexandre deixou o pal&aacute;cio no in&iacute;cio da tarde, por volta das 13h20m. Severo foi cremado em Recife e suas cinzas ser&atilde;o lan&ccedil;adas no sert&atilde;o pernambucano.<br />
<br />
Ainda pela manh&atilde;, a presidente Dilma Rousseff chegou ao pal&aacute;cio sob vaias e aplausos. Emocionada, ela estava acompanhada do ex-presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva, que aparentava estar mais abalado do que ela, e pelo ministro Aloyzio Mercadante.<br />
<br />
<u><strong>VAIAS A DILMA REPERCUTEM</strong></u><br />
<br />
O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), rival pol&iacute;tico de Campos, considerou justificadas as vaias a Dilma. Ele criticou a presen&ccedil;a da presidente no vel&oacute;rio.<br />
<br />
– Foi falso porque (Dilma) n&atilde;o gostava mais de Eduardo. Se eu fosse ela, mandaria uma coroa de flores. Lula n&atilde;o, Lula gostava de Eduardo.<br />
<br />
J&aacute; o senador Aloysio Nunes Ferreira, vice na chapa presidencial do tucano A&eacute;cio Neves, minimizou as vaias &agrave; presidente Dilma Rousseff.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">- Vaiar em vel&oacute;rio &eacute; ruim. Pelo que ouvi foi coisa de uma minoria de militantes mais aguerrida. N&atilde;o vejo maiores consequ&ecirc;ncias pol&iacute;ticas</span><br />
<span style="font-size:14px;"><img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/edu_%20campos%202.jpg" style="width: 600px; height: 361px;" /></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Aloysio disse ainda que a campanha presidencial do PSDB deve ser retomada nesta semana<br />
<br />
A presidente e outras autoridades, como o governador de S&atilde;o Paulo, Geraldo Alckmin, e o ex-governador Jos&eacute; Serra, participaram da missa campal realizada pelo Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e outros 10 bispos. Lula estava do lado de Renata Campos. Os dois conversaram e se abra&ccedil;aram v&aacute;rias vezes. Dilma estava do outro lado do caix&atilde;o, ao lado do ex-governado Jos&eacute; Serra.<br />
<br />
Quando passou pelo deputado Miro Teixeira, a presidente abra&ccedil;ou-o e falou em seu ouvido.<br />
<br />
– N&atilde;o me olha com essa cara. Mesmo assim, estou feliz de te ver- disse Dilma.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Desde ontem, 63 avi&otilde;es pousaram em Recife trazendo pessoas que vieram acompanhar o vel&oacute;rio e o enterro de Eduardo Campos. No pal&aacute;cio do governo, havia tanta gente, que as autoridades tinham dificuldades em se deslocar. Algumas procuraram salas para acompanhar a cerim&ocirc;nia pela TV.<br />
<br />
<u><strong>MARINA ABERTA AO DI&Aacute;LOGO</strong></u><br />
<br />
Antes da missa, Marina Silva entrou em uma sala reservada onde os bispos estavam se preparando para a missa. Ficou conversando alguns minutos e recebeu mensagens de for&ccedil;a dos prelados. O gesto de Marina foi interpretado por alguns como uma primeira sinaliza&ccedil;&atilde;o de abertura ao di&aacute;logo, j&aacute; que a ex-senadora &eacute; evang&eacute;lica.<br />
<br />
Parte do PSB teme que, com a substitui&ccedil;&atilde;o de Eduardo por Marina, a candidatura se torne menos aberta ao di&aacute;logo com alguns setores.<br />
<br />
– T&aacute; vendo? Depois dizem que ela &eacute; fundamentalista – comentou um aliado de Marina.<br />
<br />
<strong><u>RENATA VAI SE ENGAJAR NA CAMPANHA</u></strong><br />
<br />
Mais cedo, o coordenador do programa de governo da candidatura de Eduardo Campos, Maur&iacute;cio Rands, afirmou que a vi&uacute;va de campos, Renata, vai se engajar na campanha. Ele tratou como fato consumado Marina Silva na cabe&ccedil;a da chapa e repetiu que, se desejar, Renata poder&aacute; ser vice – declara&ccedil;&atilde;o que j&aacute; havia sido dada pela c&uacute;pula do partido.<br />
<br />
– Renata n&atilde;o era apenas primeira dama. &Eacute; militante, gestora e teria todas as qualidades (para ser vice). Ela sempre preferiu participar no papel de retaguarda, de gestora, mas claro que o Brasil inteiro gostaria que ela fosse (vice). Ela j&aacute; disse que vai se engajar nas campanhas de Marina e Paulo C&acirc;mara.<br />
<br />
<u><strong>LUIZA ERUNDINA EST&Aacute; &Agrave; DISPOSI&Ccedil;&Atilde;O PARA SER VICE</strong></u><br />
<br />
A deputada federal Luiza Erundina (PSB-RS) disse estar &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o para ser vice na chapa que ser&aacute; liderada por Marina Silva ap&oacute;s a morte de Eduardo Campos.<br />
<br />
– Pela experi&ecirc;ncia, pelo tempo de vida na pol&iacute;tica, sobra responsabilidade. Vou me colocar &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o para aquilo que o partido precisar de mim, n&atilde;o disputo nada, n&atilde;o quero nada, mas vou me colocar absolutamente &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o. O que est&aacute; em jogo aqui n&atilde;o &eacute; o PSB, &eacute; o pa&iacute;s. E o pa&iacute;s hoje tem expectativa maior do que tinha em rela&ccedil;&atilde;o a n&oacute;s.<br />
<br />
Erundina relatou que al&eacute;m de seu nome e de Renata, est&atilde;o sendo cogitados os dos deputados Beto Albuquerque (RS) e J&uacute;lio Delgado (MG).</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Marina Silva passou a madrugada ao lado de Renata. Nas primeiras horas da manh&atilde; de domingo, a vi&uacute;va recolheu-se ao primeiro andar do Pal&aacute;cio do Campo das Princesas com os cinco filhos, inclusive Miguel, de sete meses, que ia ser amamentado. Logo cedo, a milit&acirc;ncia do PSB tomou as esquinas pr&oacute;ximas ao local do vel&oacute;rio para distribuir materiais da propaganda eleitoral de Eduardo e Marina.<br />
<br />
Amontoadas, bandeiras eram distribu&iacute;das aos populares que se dirigiam ao vel&oacute;rio. Depois de esperar a chegada dos restos mortais e sem ter dormido para participar da cerim&ocirc;nia, a faxineira Maria Cristina Moura estava, &agrave;s 6h , parou em frente ao Pal&aacute;cio da Justi&ccedil;a, pegou uma bandeira, e atravessou a Pra&ccedil;a da Rep&uacute;blica de bra&ccedil;os para o alto, agitando os panos brancos das bandeiras.<br />
<br />
&mdash; Eduardo n&atilde;o morreu. Vivo ele est&aacute;. Ele &eacute; gente boa e aqui ele vai ficar! &mdash;gritava.</span><br />
<span style="font-size:14px;"><img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/edu_cmpos3.jpg" style="width: 600px; height: 361px;" /></span><br />
<br />

Comentários pelo Facebook: