Sobral – 300×100
Seet

Pagar por obras públicas é uma loucura, afirma líder do prefeito na Câmara

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O l&iacute;der do prefeito na C&acirc;mara de Aragua&iacute;na, vereador Man&eacute; Mudan&ccedil;a (DEM), durante a sess&atilde;o de quarta-feira, 26, fez duras criticas ao Projeto de Lei n&deg; 65/2012, que altera o C&oacute;digo Tribut&aacute;rio do Munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na e autoriza a prefeitura a cobrar da popula&ccedil;&atilde;o valores referentes a valoriza&ccedil;&atilde;o de im&oacute;veis decorrentes das constru&ccedil;&otilde;es de obras p&uacute;blicas.&nbsp; O parlamentar votou contr&aacute;rio justificando que o prefeito Valuar Barros assinou o &quot;Projeto sem ler, que essa cobran&ccedil;a &eacute; um loucura e que vai arrebentar com o povo de Aragua&iacute;na&quot;.<br />
<br />
<em>&ldquo;O Valuar n&atilde;o est&aacute; sendo um homem correto. Perdi a elei&ccedil;&atilde;o por defender o prefeito Valuar Barros. Mas agora o Valuar est&aacute; sendo covarde. Tenho certeza que ele n&atilde;o leu o projeto. Somente assinou sem olhar. Eu fico indignado,&rdquo; </em>criticou o vereador Man&eacute; Mudan&ccedil;a.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Para sustentar a tese contr&aacute;ria ao Projeto, Mudan&ccedil;a argumentou que a popula&ccedil;&atilde;o araguainense j&aacute; paga muitos impostos e taxas, como o IPTU, a taxa de ilumina&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, a taxa de lixo, o imposto sobre o consumo de &aacute;gua, al&eacute;m dos embutidos nas mercadorias.&nbsp; <em>&ldquo;Votar um projeto desse…no apagar das luzes, dia 26, … &eacute; uma loucura…um c&acirc;ncer que vamos carregar para o resto da vida,&rdquo;</em> afirmou o parlamentar</span><br />
<br />
<span style="font-size: 14px;">Mudan&ccedil;a ainda disse que essa cobran&ccedil;a vai recair sobre a popula&ccedil;&atilde;o menos favorecida financeiramente, pois &eacute; nos bairros que moram essas pessoas que h&aacute; mais necessidades de obras p&uacute;blicas. Ele relembrou a inf&acirc;ncia pobre, ainda enfatizou que &quot;para os vereadores que ganham 10 mil reais por m&ecirc;s &eacute; f&aacute;cil pagar essa conta, mas para o pai de fam&iacute;lia e a dona de casa que ganham um sal&aacute;rio m&iacute;nimo ser&aacute; um sacrif&iacute;cio&quot; (sic). O vereador n&atilde;o conteve as l&aacute;grimas e chorou.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Outra vis&atilde;o</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size: 14px;">O vereador Divino Bet&acirc;nia explicou que a mudan&ccedil;a &eacute; legal, pois est&aacute; prevista na Constitui&ccedil;&atilde;o e se trata apenas de uma adequa&ccedil;&atilde;o do C&oacute;digo Tribut&aacute;rio.&nbsp; J&aacute; o vereador Ger&ocirc;nimo Cardoso alegou que a cobran&ccedil;a isenta a popula&ccedil;&atilde;o de baixa renda e ser&aacute; revertida no progresso de Aragua&iacute;na.&nbsp; Somente dois vereadores votaram contra: Man&eacute; Mudan&ccedil;a e Soldado Alcivan.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Entenda</strong></u><br />
<br />
Com a aprova&ccedil;&atilde;o do Projeto de Lei n&deg; 65/2012, que altera o dispositivo n&deg; 1.134/91 do C&oacute;digo Tribut&aacute;rio do Munic&iacute;pio a popula&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na ser&aacute; obrigada a pagar pela valoriza&ccedil;&atilde;o dos im&oacute;veis advinda em virtude de obras p&uacute;blicas.</span></div>

Comentários pelo Facebook: