Sobral – 300×100
Seet

Crianças e Adolescentes aprendem a confeccionar e tocar instrumentos em Palmas

admin -

<span style="font-size:14px;">A sala de aula da Escola Estadual Vale do Sol esteve lotada, no &uacute;ltimo s&aacute;bado (23 de agosto), de crian&ccedil;as e adolescentes da regi&atilde;o Sul de Palmas.<br />
<br />
Direcionados pelo m&uacute;sico Marcio Bello, do grupo Tambores do Tocantins, os estudantes aprenderam a confeccionar e a tocar instrumentos de percuss&atilde;o tradicionais, como o caxambu, fuxico e xequer&ecirc;, feitos de cer&acirc;mica, pele de animal e caba&ccedil;a.<br />
<br />
De iniciativa do ponto de cultura A Barraca Cia Experimental de Artes, por meio do projeto Cultura de Paz, as atividades acontecer&atilde;o por tr&ecirc;s meses, todos os s&aacute;bados, na sede da escola, de 8 ao meio-dia.<br />
<br />
Al&eacute;m de aprender a confeccionar os seus pr&oacute;prios instrumentos, os estudantes ainda participaram de exerc&iacute;cios de percuss&atilde;o corporal, como forma de inicia&ccedil;&atilde;o para a atividade de percuss&atilde;o.<br />
<br />
Professor da oficina de percuss&atilde;o, Marcio Bello aponta que a primeira aula mostrou que muito pode ser feito atrav&eacute;s do projeto. <em>&ldquo;Passo a passo seguimos levando a cultura em todos os cantos com todos os toques e ritmos. Estou muito feliz com o resultado da primeira aula e vamos aprender muito mais. Eles v&atilde;o ganhar mais habilidade para esse trabalho e v&atilde;o se tornar independente para que possam multiplicar o que est&atilde;o aprendendo aqui e multiplicar para a sua comunidade&rdquo;</em>, expressa o artista.<br />
<br />
Aluno do projeto h&aacute; dois anos, Nat&aacute;lia Rodrigues j&aacute; fez teatro, dan&ccedil;a e m&uacute;sica com A Barraca e acredita que a sua hist&oacute;ria mudou, desde ent&atilde;o. <em>&ldquo;Eu era muito t&iacute;mida e as aulas me ajudaram a ser mais soci&aacute;vel. Sem falar que hoje eu gosto mais de cultura e tamb&eacute;m aprendi a cuidar mais do tr&acirc;nsito da minha cidade&rdquo;</em>, afirma.<br />
<br />
Presidente do ponto de cultura, Magna Carneiro, fala da import&acirc;ncia da arte aliada &agrave; educa&ccedil;&atilde;o.<em> &ldquo;O objetivo &eacute; firmar valores. Trabalhamos com temas como o tr&acirc;nsito e queremos que eles repassem essa ideia para a sua comunidade&rdquo;</em>, ressalta.<br />
<br />
<u><strong>Teatro</strong></u><br />
<br />
Al&eacute;m das aulas de percuss&atilde;o, A Barraca oferece tamb&eacute;m aulas de teatro gratuitas para as crian&ccedil;as da regi&atilde;o, ministradas pelo palha&ccedil;o e ator Magno Alves, da dupla Batatinha e Cocada.<br />
<br />
As turmas de teatro s&atilde;o oferecidas, de segunda e quarta, das 8 &agrave;s 11 horas, tamb&eacute;m na Escola Estadual Vale do Sol. As inscri&ccedil;&otilde;es, para ambas as modalidades de curso, j&aacute; est&atilde;o abertas na coordena&ccedil;&atilde;o do col&eacute;gio no per&iacute;odo da manh&atilde; ou pelo telefone 8426-4494. As oficinas culminar&atilde;o na montagem de um espet&aacute;culo de teatro com a tem&aacute;tica educa&ccedil;&atilde;o para o tr&acirc;nsito.<br />
<br />
O projeto foi contemplado pelo edital de redes de ponto de cultura, do Programa Cultura Viva do Minist&eacute;rio da Cultura, por meio da parceria com a Prefeitura Municipal, via Funda&ccedil;&atilde;o Cultural de Palmas (FCP).<br />
<br />
<u><strong>Institui&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
A Barraca Cia Experimental de Artes foi criada em 2002 e surgiu da necessidade de um grupo de artistas em fomentar a cultura de modo geral, mais precisamente a arte-educa&ccedil;&atilde;o voltadas para o atendimento a crian&ccedil;as, adolescentes e jovens com a tem&aacute;tica da educa&ccedil;&atilde;o para o tr&acirc;nsito. O grupo &eacute; formado pelas atrizes e arte-educadoras Magna Carneiro, Cleuda Milhomem, Poliana Alves, Leidiane Martins, e pela jornalista e cantora Cinthia Abreu.</span>

Comentários pelo Facebook: