Mais de 150 mil toneladas de soja foram carregadas em julho no Terminal de Palmeirante

admin -

<span style="font-size:14px;">A VLI, empresa especializada em opera&ccedil;&otilde;es log&iacute;sticas que integram atividades de ferrovias, portos e terminais, alcan&ccedil;ou o recorde de carregamento no Terminal Integrador Palmeirante em julho, equivalente a 152.100 toneladas de soja.<br />
<br />
O marco anterior aconteceu em mar&ccedil;o do mesmo ano, quando o terminal localizado no Tocantins foi respons&aacute;vel pelo carregamento de 143.200 toneladas.<br />
<br />
Para que esse volume fosse transportado, foram necess&aacute;rios 1.614 vag&otilde;es divididos em 20 trens com destino a exporta&ccedil;&atilde;o pela ferrovia at&eacute; do Itaqui, em S&atilde;o Lu&iacute;s (MA). Foi recebido um total de 3.619 carretas para realiza&ccedil;&atilde;o do transbordo.<br />
<br />
At&eacute; o m&ecirc;s de outubro, o carregamento ser&aacute; direcionado para a soja, a partir de novembro, com a safra do milho, o terminal tamb&eacute;m receber&aacute; esse produto.<br />
<br />
Segundo o gerente do TI Palmeirante, Nilton Cordeiro, esse resultado s&oacute; foi poss&iacute;vel devido a uma s&eacute;rie de a&ccedil;&otilde;es que a VLI realizou no terminal de grande potencial, incluindo padroniza&ccedil;&atilde;o da opera&ccedil;&atilde;o e implanta&ccedil;&atilde;o de um sistema de gest&atilde;o das filas de caminh&otilde;es.<br />
<br />
Com esse sistema &eacute; poss&iacute;vel programar melhor o transbordo da carga, evitando filas e atrasos no descarregamento das carretas. <em>&ldquo;O corredor Centro-Norte, que engloba os Estados do Maranh&atilde;o e Tocantins, est&aacute; na rota de crescimento da VLI. Por isso, estamos nos preparando cada vez mais para aumentar nossa capacidade de escoamento da produ&ccedil;&atilde;o agr&iacute;cola. Estamos atentos ao desenvolvimento dessa regi&atilde;o e queremos crescer junto com ela&rdquo;,</em> destaca o gerente.<br />
<br />
<u><strong>Estrutura</strong></u><br />
<br />
O Terminal Integrador Palmeirante &eacute; localizado na cidade hom&ocirc;nima, no Tocantins, regi&atilde;o promissora para crescimento da produ&ccedil;&atilde;o agr&iacute;cola. Atualmente, recebe cargas que chegam de caminh&atilde;o dos Estados do Tocantins e Mato Grosso e realiza o transbordo para os vag&otilde;es, que seguem de trem para o Porto do Itaqui, na capital maranhense.<br />
<br />
A estrutura de 12 mil m&sup2; conta com dois tombadores de carretas, dois silos com capacidade para armazenar 6 mil toneladas cada e uma tulha com capacidade de carregamento de mil toneladas por hora.<br />
<br />
<u><strong>Sobre a VLI</strong></u><br />
<br />
A VLI tem o compromisso de apoiar a transforma&ccedil;&atilde;o da log&iacute;stica no Pa&iacute;s, por meio da integra&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os em portos, ferrovias e terminais.<br />
<br />
A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atl&acirc;ntica (FCA), al&eacute;m de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferrovi&aacute;rio, e terminais portu&aacute;rios situados em eixos estrat&eacute;gicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), S&atilde;o Lu&iacute;s (MA) e Vit&oacute;ria (ES).<br />
<br />
A VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regi&otilde;es Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.</span>

Comentários pelo Facebook: