Seet
Sobral – 300×100

Aragão denuncia possível fraude em pesquisas e diz que Kátia 'se alia ao poder quando lhe convém'

admin -

<span style="font-size:14px;">Ao afirmar que a sua advers&aacute;ria a senadora K&aacute;tia Abreu se alia ao poder quando lhe conv&eacute;m, em detrimento dos interesses do povo, o candidato ao Senado, deputado estadual Sargento Arag&atilde;o (Pros), apontou, na manh&atilde; desta ter&ccedil;a-feira, 26, que ela &eacute; considerada inimiga dos assentamentos e da Agricultura Familiar. Arag&atilde;o apontou ainda que as pesquisas registradas no Tribunal Regional Eleitoral n&atilde;o s&atilde;o confi&aacute;veis.<br />
<br />
&ldquo;<em>Vi com surpresa e repulsa a encena&ccedil;&atilde;o de apoio de assentamentos &agrave; senadora K&aacute;tia Abreu. Ela defende os grandes empres&aacute;rios do agroneg&oacute;cio e est&aacute; se lixando para os assentados e pequenos agricultores. Suas a&ccedil;&otilde;es s&atilde;o para defender interesses pessoais e mesquinhos de poucos</em>&rdquo;, declarou Arag&atilde;o.<br />
<br />
Arag&atilde;o apontou que K&aacute;tia infernizou o presidente Lula e seu governo e que tinha um discurso med&iacute;ocre e preconceituoso contra as conquistas sociais do ex-presidente.<br />
<br />
<em>&ldquo;K&aacute;tia Abreu &eacute; contra a reforma agr&aacute;ria, contra a Bolsa Fam&iacute;lia, contra os &Iacute;ndios, contra a PEC do Trabalho Escravo e contra tudo o que o Lula fez que era bom aos brasileiros menos favorecidos. Agora ela se diz amiga do povo e dos mais necessitados, como se fosse uma madre Teresa de Calcut&aacute;? A senadora e sua fam&iacute;lia est&atilde;o sentindo a for&ccedil;a do povo contra eles e seus desmandos&rdquo;,</em> destacou o candidato a senador.<br />
<br />
<u><strong>Pesquisas</strong></u><br />
<br />
Arag&atilde;o apontou que &eacute; estranho a empresa Promotion-Editora e Promo&ccedil;&otilde;es Ltda entrevistar 1.100 pessoas de 22 a 29 de agosto por R$ 15 mil. <em>&ldquo;A empresa vai fazer a pesquisa e ela mesma contratou. Isso n&oacute;s temos que combater e j&aacute; estou denunciando. J&aacute; sabemos o resultado dessas pesquisas viciadas&rdquo;</em>, declarou.<br />
<br />
Outra pesquisa denunciada por Arag&atilde;o foi a de 2.100 entrevistas para o Jornal Correio do Povo da empresa Rosy Paula Resplandes Ben&iacute;cio ME em mais de 40 cidades por R$ 7 mil. <em>&ldquo;Isso est&aacute; montado e j&aacute; sabemos o resultado. Esse valor n&atilde;o d&aacute; para fazer pesquisa nem em Palmas&rdquo;</em>, destacou Arag&atilde;o.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">De acordo com Arag&atilde;o, a empresa Vetor Assessoria e Pesquisa de Mercado e de opini&atilde;o P&uacute;blica Ltda tamb&eacute;m deve entrevistar mil pessoas no Tocantins contratada pela Fieto de 23 a 26 de agosto. <em>&ldquo;Inclui 39 cidades e o estranho &eacute; que valor &eacute; R$ 75 mil. &Eacute; de estranhar viu&rdquo;</em>, apontou Arag&atilde;o.<br />
<br />
O deputado estadual Stalin Bucar (SD) apontou que as pesquisas s&atilde;o sem moral. <em>&ldquo;N&atilde;o &eacute; poss&iacute;vel que o Tocantins vai aceitar mais uma vez essas fraudes de pesquisas. Eles s&atilde;o t&atilde;o criminosos quanto os que metem a m&atilde;o do dinheiro p&uacute;blico&rdquo;</em>, afirmou Stalin.</span>

Comentários pelo Facebook: