Comitiva de 15 empresários de Araguaína visita fábrica da Votorantim em Xambioá

admin -

<span style="font-size:14px;">Em mais uma a&ccedil;&atilde;o de aproxima&ccedil;&atilde;o dos empres&aacute;rios araguainenses da f&aacute;brica de cimentos da Votorantim em Xambio&aacute;, a Associa&ccedil;&atilde;o Comercial e Industrial de Aragua&iacute;na &ndash; ACIARA levou uma comitiva de 15 empres&aacute;rios locais para visitar a unidade e conhecer as fases de produ&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Junto com 11 comerciantes de Xambio&aacute; &ndash; 22 empresas no total &ndash; o grupo conheceu a jazida de calc&aacute;rio dentro da &aacute;rea da f&aacute;brica e acompanhou cada uma das etapas de tritura&ccedil;&atilde;o, refino e mistura dos componentes at&eacute; o ensacamento e encaminhamento para o mercado.<br />
<br />
O presidente da associa&ccedil;&atilde;o, Manoel de Assis, lembra que uma f&aacute;brica do porte da Votorantim sempre precisa de produtos e servi&ccedil;os para abastecer os departamentos da unidade e o processo de produ&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
A uni&atilde;o dos empres&aacute;rios de Aragua&iacute;na e Xambio&aacute; neste cen&aacute;rio &eacute; fundamental tanto para prover as necessidades da f&aacute;brica quanto para garantir o aprimoramento e crescimento do com&eacute;rcio local. <em>&ldquo;Esta &eacute; uma oportunidade sem precedentes para nossa regi&atilde;o. Ao organizarmos nossas empresas para atender &agrave;s exig&ecirc;ncias da Votorantim, estaremos preparados para fornecer para qualquer outra situa&ccedil;&atilde;o, envolvendo entidades p&uacute;blicas ou particulares&rdquo;</em>, afirmou Manoel.<br />
<br />
Contudo, apesar das oportunidades, o presidente enfatizou um pedido especial para os representantes da f&aacute;brica com rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s compras corporativas, realizadas pela matriz junto &agrave;s ind&uacute;strias.<br />
<br />
<em>&ldquo;Precisamos que estas aquisi&ccedil;&otilde;es sejam descentralizadas, sen&atilde;o poder&aacute; ficar a impress&atilde;o de que somente as compras emergenciais s&atilde;o feitas no com&eacute;rcio local. Temos plena capacidade de oferecer os mesmos produtos e muitas vezes com o pre&ccedil;o mais em conta, pois o frete dos grandes centros at&eacute; aqui encarece a mercadoria comprada na ind&uacute;stria&rdquo;</em>, explica o presidente.<br />
<br />
<strong>Rodada de neg&oacute;cios</strong><br />
<br />
Ap&oacute;s a visita &agrave;s depend&ecirc;ncias da f&aacute;brica, os empres&aacute;rios participaram de uma explana&ccedil;&atilde;o sobre as atividades do Grupo Votorantim em todo o mundo e conheceram o case de sucesso da empresa TGL (Transportadora Giacchero), que presta servi&ccedil;o de transportes &agrave; Votorantim desde 2009 e que tamb&eacute;m demanda servi&ccedil;os e produtos do com&eacute;rcio regional.<br />
<br />
O encontro foi mais uma etapa do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores promovido pela DVF Consultoria. O intuito &eacute; preparar as empresas para anteder as necessidades da Votorantim e de outras empresas prestadores de servi&ccedil;o para a f&aacute;brica.<br />
<br />
<em>&ldquo;Queremos comprar no com&eacute;rcio local. At&eacute; poder&iacute;amos buscar nossos produtos nos grandes centros produtores, mas nossa ideia &eacute; fomentar o desenvolvimento regional, nossa miss&atilde;o aqui &eacute; mais que produzir cimento, &eacute; proporcionar algo de bom para Xambio&aacute; e regi&atilde;o&rdquo;</em>, pontuou o gerente geral de f&aacute;brica, Rodrigo Duarte.<br />
<br />
No dia 26 de junho, empres&aacute;rios araguainenses e xambioaenses participaram da primeira rodada de neg&oacute;cios junto ao departamento de compras da Votorantim para conhecerem todas as etapas de cadastro, avalia&ccedil;&atilde;o e o efetivo fornecimento de servi&ccedil;os e produtos. Um segundo encontro est&aacute; previsto para o m&ecirc;s de outubro.<br />
<br />
O empres&aacute;rio Estev&atilde;o Santos, do ramo de pe&ccedil;as e maquin&aacute;rios de Aragua&iacute;na, disse estar empolgado com as oportunidades que a Votorantim est&aacute; oferecendo.<em> &ldquo;V&aacute;rios produtos que eles necessitam eu comercializo na loja. &Eacute; bom saber que temos um mercado a mais com este potencial aqui perto da gente&rdquo;</em>, contou satisfeito.<br />
<br />
<strong>Estrutura</strong><br />
<br />
A unidade da Votorantim Cimentos de Xambio&aacute; iniciou sua opera&ccedil;&atilde;o no final de 2009. Neste ano, a f&aacute;brica passou por uma amplia&ccedil;&atilde;o e duplicou sua produ&ccedil;&atilde;o, de 500 mil toneladas para 1 milh&atilde;o de toneladas por ano.<br />
<br />
Atualmente, de 20% a 25% da produ&ccedil;&atilde;o &eacute; destinada para a constru&ccedil;&atilde;o Usina de Belo Monte, no Par&aacute;; de 50% a 55% segue para o Par&aacute; (Cimento Poty) e o restante vai para o mercado tocantinense (Cimento Tocantins). A f&aacute;brica conta com 190 colaboradores diretos e outros 150 das empresas prestadoras de servi&ccedil;os.</span>

Comentários pelo Facebook: