Sobral – 300×100
Seet

Programa de Educação Financeira irá capacitar professores e alunos

admin -

<u><span style="font-size:14px;">Da Reda&ccedil;&atilde;o</span></u><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Dados divulgados pela Confedera&ccedil;&atilde;o Nacional do Com&eacute;rcio (CNC) mostraram que o percentual de fam&iacute;lias brasileiras endividadas ficou em 63,6% em agosto de 2014. Preocupada com essa realidade, a Associa&ccedil;&atilde;o de Educa&ccedil;&atilde;o Financeira do Brasil (AEF), em parceria com a Secretaria Estadual de Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura (Seduc), ir&aacute; ofertar capacita&ccedil;&atilde;o para 304 professores da rede p&uacute;blica estadual de ensino. Na Regional de Aragua&iacute;na, 26 escolas foram selecionadas para participar do Programa de Educa&ccedil;&atilde;o Financeira. No Estado, s&atilde;o 76 no total.<br />
<br />
Na &uacute;ltima sexta-feira (29), a coordenadora estadual do programa, Alessandra Camargo, se reuniu com diretores escolares para repassar informa&ccedil;&otilde;es sobre a capacita&ccedil;&atilde;o e mostrar a import&acirc;ncia de se manter o equil&iacute;brio financeiro tanto na fam&iacute;lia, quanto na sociedade. Segundo ela, trata-se de um projeto piloto onde o Tocantins tornou-se refer&ecirc;ncia nacional. Em 2010, primeiro ano do programa no Estado, tr&ecirc;s escolas da rede estadual foram premiadas numa solenidade que aconteceu no Rio de Janeiro.&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
O programa ser&aacute; desenvolvido incialmente apenas com alunos do ensino m&eacute;dio, mas a expectativa &eacute; que futuramente seja ampliado para o n&iacute;vel fundamental. <em>&ldquo;Esse programa muda a vis&atilde;o da gente em rela&ccedil;&atilde;o ao or&ccedil;amento familiar. O objetivo &eacute; despertar esse conhecimento na vida do aluno para que ele possa fazer a diferen&ccedil;a na fam&iacute;lia e na sociedade&rdquo;</em>, afirmou Alessandra, acrescentando que houve uma mudan&ccedil;a de postura nas pessoas que j&aacute; participaram do curso.<br />
<br />
A inten&ccedil;&atilde;o &eacute; que os participantes se tornem consumidores conscientes e aprendam a cuidar de sua sa&uacute;de financeira, planejando os gastos de forma equilibrada e evitando desperd&iacute;cios. Ao final o participante ser&aacute; ainda capaz de saber onde e como investir suas economias. <em>&ldquo;Se as despesas forem maior que as receitas ou se o sal&aacute;rio sempre acaba antes do final do m&ecirc;s, &eacute; o sinal de que precisamos nos educar financeiramente&rdquo;</em>, ressaltou a coordenadora do programa.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Professores e alunos ter&atilde;o acesso a kits com conjuntos de livros e tamb&eacute;m a todo o material dispon&iacute;vel no site da Associa&ccedil;&atilde;o (<a href="http://vidaedinheiro.gov.br" target="_blank">vidaedinheiro.gov.br</a>).<br />
<br />
As escolas devem encaminhar os dados dos participantes para o e-mail <em><u>educafinanceira.drea@gmail.com</u></em>, at&eacute; o dia 3 de setembro.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/CAM00421.jpg" style="width: 300px; height: 169px; float: left;" />&nbsp;<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/CAM00422.jpg" style="width: 300px; height: 169px; float: right;" /></span>

Comentários pelo Facebook: