Empresa Librelato se instala no Daiara; Tempervidros e Grupo JBS devem, em breve, iniciar operações

admin -

<span style="font-size:14px;">Aragua&iacute;na est&aacute; em franco desenvolvimento com a instala&ccedil;&atilde;o de novas ind&uacute;strias. Recentemente uma nova ind&uacute;stria de implementos se instalou na cidade, a Librelato S.A. Implementos Rodovi&aacute;rios, uma empresa com mais de 20 anos de mercado. O posto de representa&ccedil;&atilde;o est&aacute; localizado no Distrito Agroindustrial (Daiara), onde tamb&eacute;m ser&atilde;o montadas e finalizadas as carrocerias produzidas pela empresa.<br />
<br />
Com capacidade para atender toda a regi&atilde;o do Tocantins, a nova empresa do Daiara apresentou aos potenciais clientes os produtos da Linha Horizon e proporcionou um momento de entretenimento e sorteio de brindes. At&eacute; uma caravana foi realizada no final de agosto, no per&iacute;metro urbano da BR-153, para anunciar a chegada da empresa &agrave; capital econ&ocirc;mica do Tocantins.<br />
<br />
Entre os incentivos advindos da Prefeitura est&atilde;o a efetiva doa&ccedil;&atilde;o da &aacute;rea para instala&ccedil;&atilde;o da planta industrial, isen&ccedil;&atilde;o de tributos municipais e o apoio log&iacute;stico na constru&ccedil;&atilde;o da f&aacute;brica, afim de suprir e dar agilidade &agrave;s necessidades b&aacute;sicas do empreendedor.<em> &ldquo;A partir de agora, os clientes Librelato poder&atilde;o contar com um atendimento mais pr&oacute;ximo, devido &agrave; demanda do mercado estamos crescendo dia-a-dia. Esta casa em Aragua&iacute;na ser&aacute; mais um ponto de grandes neg&oacute;cios e bons relacionamentos&rdquo;</em>, garante o representante da Librerato na regi&atilde;o, Paulo Marques, em entrevista ao site da empresa.<br />
<br />
<u><strong>Daiara</strong></u><br />
<br />
A chegada das novas plantas industriais ao Daiara d&atilde;o corpo ao projeto de revitaliza&ccedil;&atilde;o do Distrito, que contabiliza atualmente mais de 30 empresas e ind&uacute;strias, com potencial para gerar cerca de dois mil novos postos de trabalho.<br />
<br />
De acordo com o secret&aacute;rio do Desenvolvimento Econ&ocirc;mico, Josu&eacute; Luz, nos anos anteriores a 2013, muitas empresas fecharam as portas no Daiara e deixaram o espa&ccedil;o desacreditado. Hoje a realidade &eacute; outra, gra&ccedil;as ao empenho da secretaria, que contribui para a gera&ccedil;&atilde;o de emprego e tributos que se revertem em benfeitorias para &aacute;reas priorit&aacute;rias da gest&atilde;o, como a infraestrutura, sa&uacute;de e educa&ccedil;&atilde;o. &ldquo;<em>O Daiara &eacute; um mecanismo de transforma&ccedil;&atilde;o, principalmente da vida social de Aragua&iacute;na e a implanta&ccedil;&atilde;o da Librelato mostra que &eacute; a vinda de empresa de grande porte para nossa cidade &eacute; perfeitamente vi&aacute;vel e importante para a cria&ccedil;&atilde;o de novos postos de trabalho e gera&ccedil;&atilde;o de emprego e renda&rdquo;</em>, assegurou Luz.<br />
<br />
Ainda para o secret&aacute;rio, a chegada de novos sistemas fabris implantados pelas empresas rec&eacute;m-chegadas ao Daiara &eacute; sinal de que o munic&iacute;pio est&aacute; no caminho certo e com expectativa que mais postos de trabalho sejam gerados at&eacute; o final de 2015. <em>&ldquo;Isso demonstra que Aragua&iacute;na est&aacute; na vis&atilde;o das grandes empresas e que o Daiara &eacute; digno de cr&eacute;dito, o que inclui a cidade no curso do desenvolvimento econ&ocirc;mico&rdquo;</em>, analisou.<br />
<br />
<u><strong>Novas ind&uacute;strias</strong></u><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/Jbs%2002.jpg" style="width: 300px; height: 180px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Duas novas ind&uacute;strias est&atilde;o se instalando e devem, em breve, entrar em opera&ccedil;&atilde;o no Daiara. A primeira &eacute; um Frigor&iacute;fico do grupo JBS e a segunda, a empresa Tempervidros. A planta frigor&iacute;fica ter&aacute; capacidade para gerar 600 novos postos de trabalho ainda em 2014 e mais 400 novos postos em 2015, respondendo satisfatoriamente aos incentivos propostos pelo munic&iacute;pio. A unidade frigor&iacute;fica tem ainda, a capacidade de abate de 800 cabe&ccedil;as por dia e deve iniciar efetivamente suas atividades em outubro.<br />
<br />
Mesmo prazo que a empresa Tempervidros tem previsto para abrir as portas no Distrito. De acordo com Elair Marques Sander, gerente da Tempervidros em Aragua&iacute;na, a unidade fabril na cidade ter&aacute; capacidade de produzir at&eacute; 10 mil metros quadrados por m&ecirc;s de vidros temperados planos de 8 a 10 mil&iacute;metros e, inicialmente, contar&aacute; com um total que pode variar entre 25 e 35 colaboradores. <em>&ldquo;J&aacute; temos um Centro de Distribui&ccedil;&atilde;o na cidade que atende clientes nos Estados do Par&aacute; e Maranh&atilde;o. O que justifica a inaugura&ccedil;&atilde;o da nova unidade &eacute; que j&aacute; conhecemos o potencial da regi&atilde;o, porta de entrada para o Norte do Brasil</em>&rdquo;, finalizou Sander.</span>

Comentários pelo Facebook: